Antífona de Entrada:
Anjos todos do Senhor, bendizei o Senhor; cantai a sua glória, louvai-o eternamente. (Dn 3, 58)

Oração do Dia:
Ó Deus, que na vossa misteriosa providência mandais os vossos Anjos para guardar-nos, concedei que nos defendam de todos os perigos e gozemos eternamente do seu convívio. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Primeira Leitura (Ex 23, 20-23)


Leitura do Livro do Exodo


Assim diz o Senhor: 20“Vou enviar um anjo que vá à tua frente, que te guarde pelo caminho e te conduza ao lugar que te preparei. 21Respeita-o e ouve a sua voz. Não lhe sejas rebelde, porque não suportará as vossas transgressões, e nele está o meu nome. 22Se ouvires a sua voz e fizeres tudo o que eu disser, serei inimigo dos teus inimigos, e adversário dos teus adversários. 23O meu anjo irá à tua frente e te conduzirá à terra dos amorreus, dos hititas, dos ferezeus, dos cananeus, dos heveus e dos jebuseus, e eu os exterminarei”.


— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Salmo Responsorial (Sl 90)


R. O Senhor deu uma ordem aos seus Anjos, para em todos os caminhos te guardarem.


— Quem habita ao abrigo do Altíssimo e vive à sombra do Senhor onipotente, diz ao Senhor: “Sois meu refúgio e proteção, sois o meu Deus, no qual confio inteiramente”. R.

— Do caçador e do seu laço ele te livra. Ele te salva da palavra que destrói. Com suas asas haverá de proteger-te, com seu escudo e suas armas, defender-te. R.

— Não temerás terror algum durante a noite, nem a flecha disparada em pleno dia; nem a peste que caminha pelo escuro, nem a desgraça que devasta ao meio-dia. R.

— Nenhum mal há de chegar perto de ti, nem a desgraça baterá à tua porta; pois o Senhor deu uma ordem a seus Anjos para em todos os caminhos te guardarem. R.


R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
V. Bendizei ao Senhor Deus, os seus poderes, seus ministros que fazeis sua vontade! (Sl 102, 21) R.


Evangelho (Mt 18, 1-5. 10)


V. O Senhor esteja convosco.

R. Ele está no meio de nós.


V. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Mateus 

R. Glória a vós, Senhor.


V. Naquela hora, 1os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” 2Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles 3e disse: “Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. 4Quem se faz pequeno como esta criança, esse é o maior no Reino dos Céus. 5E quem recebe em meu nome uma criança como esta, é a mim que recebe. 10Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus”.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Homilia: Os anjos trazem a presença de Deus até nós

“Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus” (Mateus 18,10).

Celebramos, hoje, a graça da presença de Deus no meio de nós através dos Seus anjos. A palavra “anjo” quer dizer “mensageiro”, mensageiro de presença, ou seja, a mensagem de Deus é a Sua presença na vida de cada um de nós.

Uma das coisas mais belas da natureza de Deus é que, no momento em que fomos concebidos, no ventre da nossa mãe, Ele já marcou presença em nossa vida, nos dando um anjo guardião, anjo custódio, anjo companheiro, anjo da guarda, o nome é o que menos importa, a realidade é o que mais interessa, é a presença de Deus na nossa vida.

É para nos dizer que não estamos sozinhos, não caminhamos sozinhos nesta vida, mas Ele mesmo ordenou aos Seus anjos que nos guardem e nos acompanhem em todos os caminhos da vida. Às vezes, ainda não paramos para prestarmos atenção nessa realidade, para contemplarmos, para testemunharmos e sentirmos a presença amorosa de Deus em nossa vida.    

Os anjos de Deus estão no meio de nós. E que graça poder dizer: “Eu tenho um anjo que é somente meu”! Assim como o amor de Deus é personal, é para cada um de maneira individual, o anjo que Ele dá a cada um é um anjo amigo, anjo presença divina, anjo que está conosco para o que der e vier, desde o momento da nossa concepção.


Quanto mais puros buscarmos ser na integridade da vida, mais os anjos poderão nos acompanhar

Não podemos desprezar a vida humana de forma alguma, desde que ela foi concebida no ventre de uma mãe, ela tem de ser respeitada e amada, porque ali é uma presença e uma vida divina; porque ali Deus se faz presente; porque ali Deus presenteou a existência com seu próprio anjo da guarda para acompanhar essa vida.

Outra coisa importante a ser dita é que precisamos respeitar, valorizar e, sobretudo, contemplar essa presença angelical em nossa vida. Às vezes, reclamamos... "Por que passamos por isso?" ou "Onde estava o nosso anjo?". O nosso anjo está conosco onde quer que estejamos, mas se não o respeitamos, não o valorizamos; se não invocamos a sua presença, se não nos entregamos e não obedecemos, os anjos não podem fazer muita coisa por nós.

Se você está dirigindo e corre mais do que deve, nem o anjo vai te acompanhar; se você está se embriagando, manchando o seu corpo, se você está levando a sua vida de uma forma desnorteada, errada e pecaminosa, nem os anjos dão conta.

Respeitemos essa presença amorosa de Deus na vida de cada um de nós, pois os anjos são puro Espírito, presença pura de Deus em nós. O quanto é importante valorizarmos a pureza de alma, de pensamentos e sentimentos.

Quanto mais puros buscarmos ser na integridade da vida, mais os anjos poderão nos acompanhar, e a companhia deles será cada vez mais lúcida na vida de cada um de nós.

Deus abençoe você!  

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Facebook/padrerogeramigo

Seja um apoiador do Pocket Terço: apoia.se/pocketterco


Memória dos Santos Anjos da Guarda

Na vida presente, diz Santo Tomás, o homem se encontra como que em um caminho que deve percorrer até chegar à pátria. Ao longo do percurso, ameaçam-no muitos perigos, tanto exteriores como interiores, conforme diz o Salmo: “Na senda em que ando, ocultaram-me um laço”. Ora, assim como aos que andam por sendas perigosas se costuma oferecer proteção e companhia, assim também a cada homem, enquanto caminha neste mundo, confia Deus um anjo que o proteja e guarde continuamente. Eis o grande e feliz mistério que a Igreja nos convida a celebrar hoje. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta sexta-feira, dia 2 de outubro, e, rendendo graças a Deus por nos ter dado tão fiel amigo, invoquemos sempre a ajuda do nosso santo anjo custódio!





Santo do Dia:

Santos Anjos da Guarda

Neste dia em que fazemos memória do nosso protetor, a Igreja termina assim o hino e oração da manhã: "Salvai por vosso filho a nós, no amor; ungidos sejamos pelos anjos; por Deus trino, protegidos!"

A palavra anjo significa, "enviado, mensageiro divino", muitas vezes encontramos as manifestações dos anjos como missionários de Deus, e por isso, com clareza lemos no salmo 91: "Pois Ele encarregará seus anjos de guardar-te em todos os teus caminhos".

Quando nos deparamos com a Anunciação e outros Mistérios da vida de Jesus, conseguimos perceber que este salmo profetiza a presença dos anjos na vida do Senhor. Ora, Cristo é o primogênito de todas as criaturas, nosso irmão e modelo. Se portanto sua humanidade, apesar de unida com a Divindade, era continuamente protegida por anjos, logo quanto mais devemos ser nós, seus membros tão frágeis. Tanto o Pai quer isto que revelou a Jesus: "Guardai-vos de desprezar algum desses pequeninos, pois eu vos digo, nos céus os seus anjos se mantêm sem cessar na presença do meu Pai que está nos céus." (Mt 18,10)

Nos Atos dos Apóstolos e nos escritos de São Bernardo, Santo Tomás de Aquino e outros Doutores da Igreja, encontramos testemunhos que nos motivam a confiarmos nos Santos Anjos protetores de cada um, pois atesta a Sagrada Escritura: "Não são todos (os anjos) eles espíritos cumpridores de funções e enviados a serviço, em proveito daqueles que devem receber a salvação como herança?" (Hb 1,14)

Na Inglaterra desde o ano 800 acontecia uma festa dedicada aos Anjos da Guarda e a partir do ano 1111 surgiu uma linda oração (apresentada a seguir). Da Inglaterra esta festa se estendeu de maneira universal depois do ano 1608 por iniciativa do Sumo Pontífice da época. Aprendamos e rezemos esta quase milenar prece: "Anjo do Senhor - que por ordem da piedosa providência Divina, sois meu guardião - guardai-me neste dia (tarde ou noite); iluminai meu entendimento; dirigi meus afetos; governai meus sentimentos para que eu jamais ofenda ao Deus e Senhor. Amém."

Santos Anjos da Guarda, rogai por nós!


Oração sobre as Oferendas:
Acolhei, ó Deus, as nossas oferendas em honra dos santos Anjos e fazei que, velando sempre ao nosso lado, nos guardem dos perigos desta vida nos levem à vida eterna. Por Cristo, nosso Senhor.

Antífona de Comunhão:
Na presença dos Anjos eu vos louvo, Senhor meu Deus. (Sl 137, 1)

Oração depois da Comunhão:
Ó Deus, que alimentais com tão grande sacramento a nossa peregrinação para a vida eterna, guiai-nos, por meio dos vossos Anjos, no caminho da salvação e da paz. Por Cristo, nosso Senhor.