Primeira Leitura (Gn 49,2.8-10)


Leitura do Livro do Gênesis.

Naqueles dias, 2Jacó chamou seus filhos e disse: “Juntai-vos e ouvi, filhos de Jacó, ouvi Israel, vosso pai! 8Judá, teus irmãos te louvarão; pesará tua mão sobre a nuca de teus inimigos, se prostrarão diante de ti os filhos de teu pai. 9Judá, filhote de leão: subiste, meu filho, da pilhagem; ele se agacha e se deita como um leão, e como uma leoa; quem o despertará?

10O cetro não será tirado de Judá, nem o bastão de comando dentre seus pés, até que venha Aquele a quem pertencem, e a quem obedecerão os povos”.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Responsório (Sl 71)


— Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância para sempre.

— Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância para sempre.

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres.

— Das montanhas venha a paz a todo o povo, e desça das colinas a justiça! Este Rei defenderá os que são pobres, os filhos dos humildes salvará.

— Nos seus dias a justiça florirá e grande paz, até que a lua perca o brilho! De mar a mar estenderá o seu domínio, e desde o rio até os confins de toda a terra!

— Seja bendito o seu nome para sempre! E que dure como o sol sua memória! Todos os povos serão nele abençoados, todas as gentes cantarão o seu louvor!


Evangelho (Mt 1,1-17)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

1Livro da origem de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão. 2Abraão gerou Isaac; Isaac gerou Jacó; Jacó gerou Judá e seus irmãos. 3Judá gerou Farés e Zara, cuja mãe era Tamar. Farés gerou Esrom; Esrom gerou Aram; 4Aram gerou Aminadab; Aminadab gerou Naasson; Naasson gerou Salmon; 5Salmon gerou Booz, cuja mãe era Raab. Booz gerou Obed, cuja mãe era Rute. Obed gerou Jessé. 6Jessé gerou o rei Davi.

Davi gerou Salomão, daquela que tinha sido mulher de Urias. 7Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa; 8Asa gerou Josafá; Josafá gerou Jorão. Jorão gerou Ozias; 9Ozias gerou Jotão; Jotão gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias; 10Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias. 11Josias gerou Jeconias e seus irmãos, no tempo do exílio na Babilônia.

12Depois do exílio na Babilônia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel gerou Zorobabel; 13Zorobabel gerou Abiud; Abiud gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azor; 14Azor gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud; 15Eliud gerou Eleazar; Eleazar gerou Matã; Matã gerou Jacó. 16Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. 17Assim, as gerações desde Abraão até Davi são catorze; de Davi até o exílio na Babilônia catorze; e do exílio na Babilônia até Cristo, catorze.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Homilia: Jesus veio renovar, santificar e restaurar nossa história

Jesus veio para renovar toda a raça humana, todas as gerações são renovadas em Jesus, pois Ele assumiu a nossa natureza

Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo” (Mateus 1,16).

Temos a graça de começar hoje a preparação próxima do Natal de Jesus Cristo. Daqui uma semana estaremos reunidos em nossas igrejas, capelas, em nossas casas e famílias para celebrarmos o Natal do Senhor.

A Palavra de Deus precisa guiar nossos passos, direcionar a nossa vida neste tempo de vivência para o tempo do Natal. Hoje, a Palavra nos coloca nas origens. A origem de Jesus foi assim: vamos a Abraão, a Isaac, a Jacó. Vamos perceber que a nossa origem não começa quando nascemos no ventre de nossa mãe. A nossa vida começa com os nossos antepassados, com todos aqueles que vieram antes de nós.

É importante reconhecer de onde Jesus veio. Desde o primeiro mencionado que é Abraão, nosso pai na fé, vieram homens santos, justos, piedosos, mas há também pecadores, traidores e adúlteros. Há diversas situações entre aqueles que foram os antepassados de Jesus.

Jesus veio para assumir a história humana, Ele veio para assumir a sua própria história, Ele veio para santificá-la, renová-la porque, muitas vezes, uma história está caminhando para cá e a graça de Deus dá a direção de caminhar na direção correta por onde ela deve ir.

O que devemos fazer diante daquilo que nos apresenta a Palavra de Deus? Primeiro, precisamos assumir a nossa história, assumir quem somos, assumir a família que temos, os nossos antepassados, de onde viemos. Como é importante assumir a nossa história!

Segundo, deixar que nossa história seja curada, porque Jesus veio para curar, resgatar e salvar a história humana. Viemos, muitas vezes, de famílias abençoadas, famílias de tradição católica e religiosa, mas no meio de tudo isso há também tradições que não são. Há muita coisa mundana e profana na nossa própria história de vida. A graça de Deus santifica e renova todas as coisas, quando permitimos Deus entrar na raiz da nossa vida.

Deixe-se curar por Deus, deixe que tudo aquilo que são marcas no nosso interior, na nossa história, marcas de pecado, vícios, maus comportamentos que até herdamos. Precisamos com a graça de Deus santificar toda a nossa vida, e a santificação só acontece quando a história é assumida. A humanidade só é renovada quando se deixa tocar pela graça que veio para santificá-la.

Jesus veio para renovar toda a raça humana, todas as gerações são renovadas em Jesus, pois Ele assumiu a nossa natureza. É preciso que a nossa natureza O assuma como Senhor, Salvador, Redentor e permita que, independente da nossa história, Jesus entre nela e faça a diferença.

Faça isso na sua casa, na sua família e na sua história. Permita Jesus entrar com força para renovar, santificar e restaurar.

Deus abençoe você!

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
fb.com/rogeraraujo.cn

Santo do Dia:

São Lázaro - amigo de Cristo

A Igreja, neste tempo do Advento, se prepara para celebrar o aniversário de Jesus e se renova no desejo ardente de que Cristo venha pela segunda vez e instaure aqui o Reino de Deus em plenitude. Sem dúvida estão garantidos para este reinado pleno, que acontecerá em breve, os amigos do Senhor.

Hoje vamos lembrar um destes amigos de Cristo: São Lázaro. Sua residência ficava perto de Jerusalém, numa aldeia da Judéia chamada Bethânia. Era irmão de Marta e de Maria. Sabemos pelo Evangelho que Lázaro era tão amigo de Jesus que sua casa serviu muitas vezes de hospedaria para o Mestre e para os apóstolos.

Lázaro foi quem tirou lágrimas do Cristo, quando morreu, ao ponto de falarem: “Vejam como o amava!”. Assim aconteceu que, por amor do amigo e para a Glória do Pai, Jesus garantiu à irmã de Lázaro o milagre da ressurreição: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morto, viverá: e quem vive e crê em mim, não morrerá, Crês isto?” (Jo 11,26).

O resultado de tudo foi a ressurreição de São Lázaro, pelo poder do Senhor da vida e vencedor da morte. Lázaro reviveu e este fato bíblico acabou levando muitos à fé em Jesus Cristo e outros começaram a pensar na morte do Messias, como na de Lázaro. Antigas tradições relatam que a casa de Lázaro permaneceu acolhedora para os cristãos e o próprio Lázaro teria sido Bispo e Mártir.

São Lázaro, rogai por nós!