Apresentação

Esta novena tem como objetivo olhar para o exemplo de vida cristã da bem aventurada Dulce para que, seguindo os seus passos de discípula do Salvador, possamos, por meio da sua intercessão, alcançar a graça que necessitamos para a nossa salvação e, ainda, aumentar a nossa devoção à Santa Eucaristia, tornando-nos adoradores do Senhor que está presente em corpo, sangue, alma e divindade nos tabernáculos de nossas igrejas, assim, como fazia o anjo bom do Brasil. Por isso, todos os dias esta novena deve ser rezada diante do Santíssimo Sacramento exposto à adoração (ou não). Assim, por meio dela podemos deixar que Cristo possa incutir na nossa alma as virtudes que conduziam a vida desta serva de Deus.

História

Nascida Maria Rita, desde a adolescência trabalhou em prol dos doentes e pobres na casa da família. Na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, tomou o nome da mãe e irmã Dulce. Incansável, fundou associações, um colégio e o maior hospital da Bahia. Foi indicada para o Nobel da Paz em 1988. falecida em 1992, o Papa Bento XVI a beatificou em 2011. Irmã Dulce foi canonizada em 2019.

Oração Inicial

Ó Senhor Jesus, presente no Santíssimo Sacramento, venho por meio desta novena e adoração, seguindo o exemplo de irmã Dulce, o anjo bom do Brasil, que passava noites e noites na vossa presença, interceder e rezar pelos mais necessitados tanto de bens materiais como de bens espirituais. Quero, por isso, recorrer à intercessão desta vossa serva, a bem aventurada Dulce dos Pobres, para que vós, Senhor, possais olhar para a pobreza da minha alma, que se inclina diante da vossa misericórdia para pedir aquilo que necessito (fazer o pedido).

(Fonte: novenas.totusmariae.org/irma-dulce)

 Primeiro Dia

A exemplo da bem aventurada Dulce, busquemos a conversão do coração.

Palavra de Deus: Mt 19,1-10

1.Após esses discursos, Jesus deixou a Galileia e veio para a Judeia, além do Jor­dão. 2.Uma grande multidão o seguiu e ele curou seus doentes. 3.Os fariseus vieram perguntar-lhe para pô-lo à prova: “É permitido a um homem rejeitar sua mu­lher por um motivo qualquer?”. 4.Respondeu-lhes Jesus: “Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher e disse: 5.Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e os dois formarão uma só carne? 6.Assim, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, não separe o homem o que Deus uniu”. 7.Disseram-lhe eles: “Por que, então, Moisés ordenou dar um documento de divórcio à mulher, ao rejeitá-la?”. 8.Jesus respondeu-lhes: “É por causa da dureza de vosso coração que Moisés havia tolerado o repúdio das mulheres; mas no começo não foi assim. 9.Ora, eu vos declaro que todo aquele que rejeita sua mulher, exceto no caso de matrimônio falso, e desposa uma outra, comete adultério. E aquele que desposa uma mulher rejeitada, comete também adultério”. 10.Seus discípulos disseram-lhe: “Se tal é a condição do homem a respeito da mulher, é melhor não se casar!”.

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Oração pela Família

“A beleza está nas pessoas, nas plantas, nos bichos, em todas as coisas de Deus. É mais intensa ainda nos olhos de quem consegue ver, acima da simplicidade, a beleza com que ele criou cada pequeno detalhe da vida”. - Irmã Dulce

Meditação: irmã Dulce, ainda conhecida pelo nome de Maria Rita, era uma menina de 13 anos que gostava muito de brincar e se divertir. Porém, sua tia Madaleninha querendo que ela visse a vida de uma forma diferente, ensinando-lhe que a vida não é só brincadeiras e divertimentos, mas, assim como ela tem rosas existem também os espinhos, levou-a para que ela conhecesse as dificuldades, os sofrimentos, a pobreza e a miséria que atingia muitas pessoas. Foi visitando os pobres com a sua tia que a bem aventurada Dulce teve o seu primeiro encontro com os pobres e com a realidade dura da vida. Naquele momento o Senhor já começou a chamar a sua serva para trabalhar na sua seara.
A garota que só pensava em brincar passou a escutar o apelo de Jesus que lhe dizia: “todas as vezes que fizestes isso a um destes pequeninos, que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes!” (Mt 25, 40).

Oremos: Ó Deus, Pai de bondade, livrai-nos do egoísmo e das ilusões deste mundo, para que atendendo ao chamado do vosso Filho, a exemplo da bem aventurada Dulce, possamos ser sensíveis às necessidades espirituais e corporais dos nossos irmãos, ajudando através da nossa conversão na construção do seu projeto de salvação no mundo. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.

 Segundo Dia

Como a bem aventurada Dulce queremos dizer sim à Vontade de Deus na nossa Vida.

Palavra de Deus: Mt 5,43-48

43.Tendes ouvido o que foi dito: Amarás o teu próximo e poderás odiar teu inimigo. 44.Eu, porém, vos digo: amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, orai pelos que vos [maltratam e] perseguem. 45.Deste modo sereis os filhos de vosso Pai do céu, pois ele faz nas­cer o sol tanto sobre os maus como sobre os bons, e faz chover sobre os justos e sobre os injustos. 46.Se amais somente os que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem assim os próprios publicanos? 47.Se saudais apenas vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não fazem isso também os pagãos? 48.Portanto, sede perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito.”

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Como barro nas mãos do oleiro

“O que fazer para mudar o mundo? Amar. O amor pode sim mudar a realidade”. - Irmã Dulce

Meditação: em 13 de agosto de 1933 no convento do Carmo em São Cristovão, Sergipe, a jovem Maria Rita dá o seu sim a Cristo, tomando o hábito das missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, recebendo o nome religioso de Irmã Dulce, em homenagem a sua mãe. Porém, este nome já revelava aquilo que a nossa beata seria para os pobres através dos seus gestos de amor e caridade, a doçura do amor de Cristo. Irmã Dulce colocará em prática as palavras que sua madre fundadora dirigiu a ela neste dia de consagração “que a humildade da Mãe celeste reine nos seus corações, que a sua pureza resplandeça em vocês, que a sua simplicidade e retidão sejam um estímulo para a sua perfeição em cada ato; sigam como verdadeiras e fiéis filhas de Maria”. É por isso, que a Bem-aventurada Dulce afirmará que a vocação é o ideal de santificar-se e que também os outros se santifiquem.

Oremos: Ó Pai criador de todas as coisas, que nos chama a perfeição por meio do seu Filho Jesus Cristo, concede-nos a graça de vivermos a vocação de filhos de Deus para que servindo a vós na vossa Igreja e nos irmãos, possamos contribuir com o nosso sim, a exemplo de Maria e da bem-aventurada Dulce, na realização do vosso projeto de salvação. Amém

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.

 Terceiro Dia

Bem aventurada Dulce, mulher entregue a oração.

Palavra de Deus: Mt 7,1-12

1.“Não julgueis, e não sereis julgados. 2.Porque do mesmo modo que julgardes, sereis também vós julgados e, com a medida com que tiverdes medido, também vós sereis medidos. 3.Por que olhas a palha que está no olho do teu irmão e não vês a trave que está no teu? 4.Como ousas dizer a teu irmão: Deixa-me tirar a palha do teu olho, quando tens uma trave no teu? 5.Hipócrita! Tira primeiro a trave de teu olho e assim verás para tirar a palha do olho do teu irmão. 6.Não lanceis aos cães as coisas san­­tas, não atireis aos porcos as vossas pérolas, para que não as calquem com os seus pés, e, voltando-se contra vós, vos despedacem. 7.Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. 8.Porque todo aquele que pede, recebe. Quem busca, acha. A quem bate, se abrirá. 9.Quem dentre vós dará uma pedra a seu filho, se este lhe pedir pão? 10.E, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma serpente? 11.Se vós, pois, que sois maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celeste dará boas coisas aos que lhe pedirem. 12.Tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós a eles. Esta é a Lei e os profetas.

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Com Jesus tudo pode ser mudado

“A oração é para nossa alma como o ar para o nosso corpo”. - Irmã Dulce

Meditação: A Bem-aventurada Dulce dos pobres acreditava que por sermos criaturas sem força devíamos buscar a nossa força em Deus, já que só podemos dar aos outros aquilo que temos e recebemos de Deus. Por isso, para suportamos as lidas de cada dia, as imperfeições do próximo amando-o sem restrição, precisamos por meio da oração, segundo a religiosa, encontrar a força de servir e de amar no amor de Deus.

Oremos: Senhor dá-nos a graça de que por meio da vida de oração e da intimidade convosco, experimentando o seu amor e escutando a sua Vontade, através da meditação da vossa Palavra, possamos aprender a amar e servir a vós e aos irmãos com a nossa vida, transmitindo aquilo que nos concede por meio da oração. Amém.

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.

 Quarto Dia

Bem aventurada Dulce, mulher eucarística.

Palavra de Deus: Jo 6,30-40

30.Perguntaram eles: “Que milagre fazes tu, para que o vejamos e creiamos em ti? Qual é a tua obra? 31.Nossos pais comeram o maná no deserto, segundo o que está escrito: Deu-lhes de comer o pão vindo do céu” (Sl 77,24). 32.Jesus respondeu-lhes: “Em verdade, em verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu, mas o meu Pai é quem vos dá o verdadeiro pão do céu; 33.porque o pão de Deus é o pão que desce do céu e dá vida ao mundo”. 34.Disseram-lhe: “Senhor, dá-nos sempre deste pão!”. 35.Jesus replicou: “Eu sou o pão da vida: aquele que vem a mim não terá fome, e aquele que crê em mim jamais terá sede. 36.Mas já vos disse: Vós me vedes e não credes... 37.Todo aquele que o Pai me dá virá a mim, e o que vem a mim não o lançarei fora. 38.Pois desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. 39.Ora, esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não deixe perecer nenhum daqueles que me deu, mas que os ressuscite no último dia. 40.Esta é a vontade de meu Pai: que todo aquele que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia”.

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Se calarem a voz dos profetas

“Se amamos a Deus como Ele deve ser amado, então fazemos tudo por Ele, ou seja, por aquele que é Sua imagem e semelhança: o pobre, o carente, o necessitado”. - Irmã Dulce

Meditação: “O amor não é sentimento, não é emotividade. O amor é fiel, generoso. O amor não é dependência. O amor é reciprocidade. Jesus me dá o pão da vida para distribuí-lo com o irmão” (Irmã Dulce). Esta frase da bem-aventurada Dulce revela o quanto tudo aquilo que ela viveu e fez tinha uma única fonte Jesus Cristo. E este Jesus ela encontrava todos os dias no altar da eucaristia, onde ela alimentava a sua vida com o amor de Cristo, unindo o seu coração ao Dele por meio da comunhão diária e com isso, cultivando um único sentimento e um único objetivo com Cristo, amar e servir.

Oremos: ó Senhor infundi em nossa alma o desejo de buscar constantemente alimentar a nossa vida no amor de Cristo, oferecido na eucaristia, para que a exemplo da Bem aventurada Dulce, possamos fortalecidos pelo vosso amor, amar sem limites o nosso irmão ao ponto de entregarmos a nossa vida pela sua salvação. Amém.

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.

 Quinto Dia

Bem-aventurada Dulce, modelo de missionária do Salvador.

Palavra de Deus: Mc 16,9-20

9.Tendo Jesus ressuscitado de manhã, no primeiro dia da semana apareceu primeiramente a Maria de Magdala, de quem tinha expulsado sete demônios. 10.Foi ela noticiá-lo aos que estiveram com ele, os quais estavam aflitos e chorosos. 11.Quando souberam que Jesus vivia e que ela o tinha visto, não quiseram acreditar. (= Mt 28,16-20 = Lc 24,13-49 = Jo 20,19-23) 12.Mais tarde, ele apareceu sob outra forma a dois entre eles que iam para o campo. 13.Eles foram anunciá-lo aos demais. Mas estes tampouco acreditaram. 14.Por fim, apareceu aos Onze, quando estavam sentados à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, por não acreditarem nos que o tinham visto ressuscitado. 15.E disse-lhes: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. 16.Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. 17.Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas, 18.manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados”. 19.Depois que o Senhor Jesus lhes falou, foi levado ao céu e está sentado à direita de Deus. 20.Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanha­vam.

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Navegar

“Precisamos ser evangelho vivo”. - Irmã Dulce

Meditação: Irmã Dulce, apaixonada pela causa do evangelho sempre se preocupou com o anúncio da Palavra de Deus, já que para ela só através da vivencia desta Palavra de vida é que a pessoa humana poderia encaminhar a sua vida e a do seu próximo para Deus, Sumo bem para todos nós. Por isso, é que uma das suas primeiras atividades evangelizadoras foi dar catequese no horário de almoço aos operários das fábricas em Salvador na Península Itapagipana. Continuou com este trabalho evangelizador quando fundou o hospital santo Antônio sempre preocupada em falar de Deus aos seus pacientes e aos funcionários do hospital.

Oremos: ó Deus de bondade, faz-nos ouvintes atentos da vossa Palavra de Vida para que nos tornando discípulos do vosso Filho Jesus, possamos a exemplo da Bem aventurada Dulce anunciá-lo com a nossa vida e os nossos gestos, edificando, assim, o vosso reino de paz, justiça e solidariedade. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.

 Sexto Dia

Bem aventurada Dulce um exemplo de humildade que gera sacrifício para o bem do próximo.

Palavra de Deus: Mt 5,1-16

1.Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-se e seus discípulos aproximaram-se dele. 2.Então, abriu a boca e lhes ensinava, dizendo: 3.“Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos Céus! 4.Bem-aventurados os que cho­ram, porque serão consolados! 5.Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra! 6.Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! 7.Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão miseri­córdia! 8.Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! 9.Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus! 10.Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus! 11.Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. 12.Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós”. 13.“Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens. 14.Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situa­da sobre uma montanha 15.nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa. 16.Assim, brilhe vossa luz dian­te dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus.”

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Oração de São Francisco

“Se imitarmos o exemplo de nossa mãe do céu, a humildade, a caridade, o silêncio, seremos realmente felizes”! - Irmã Dulce

Meditação: um dos fatos mais conhecidos da vida do anjo bom do Brasil é que ao estar visitando as famílias pobres em dos bairros de Salvador, a religiosa encontra um jovem jornaleiro que lhe pede ajuda, dizendo-a em um tom suplicante “Irmã, não me deixe morrer na rua”. Ao olhar para aquele garoto pobre que lhe suplicava socorro a santa religiosa não hesitou, não tendo nada para oferecer naquele momento a este jovem pediu a um banhista que passava naquela rua neste momento que arrombasse a porta de algumas casas abandonadas para que ela abrigasse aquele enfermo nestas casas desabitadas, pudendo cuidar dele melhor. Olhando para este gesto de coragem e de profundo amor ao próximo, ir. Dulce sacrificou a sua boa fama, arrombando aquelas casas, visando o bem e a salvação daquele menino. Ir. Dulce foi insultada e perseguida por muitos por causa deste seu gesto, mas isto não importava a ela, pois o que era realmente importante era o bem estar do seu irmão.

Oremos: Deus de misericórdia concede-nos pela vossa graça a virtude da humildade, para que seguindo os passos da Bem Aventurada Dulce dos pobres, possamos esquecendo de nós mesmos vencer o nosso egoísmo para buscar o bem e a salvação dos nossos irmãos. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.

 Sétimo Dia

Irmã Dulce, uma alma que espera no Senhor

Palavra de Deus: Rm 8,18-25

18.A ira de Deus se manifesta do alto do céu contra toda a impiedade e perversidade dos homens, que pela injustiça aprisionam a verdade. 19.Porquanto o que se pode conhecer de Deus eles o leem em si mesmos, pois Deus lhes revelou com evidência. 20.Desde a criação do mundo, as perfeições invisíveis de Deus, o seu sempiterno poder e divindade, se tornam visíveis à inteligência, por suas obras; de modo que não se podem escusar. 21.Porque, conhecendo a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças. Pelo contrário, extraviaram-se em seus vãos pensamentos, e se lhes obscureceu o coração insensato. 22.Pretendendo-se sábios, tornaram-se estultos. 23.Mudaram a majestade de Deus incorruptível em representações e figuras de homem corruptível, de aves, quadrú­pedes e répteis. 24.Por isso, Deus os entregou aos desejos dos seus corações, à imun­dície, de modo que desonraram entre si os próprios corpos. 25.Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura em vez do Criador, que é bendito pelos séculos. Amém!

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Amar somente a Ti

“Diante de sofrimentos, lutas e tribulações, devemos nos guiar pela nossa fé. Tudo se torna mais fácil, quando se tem fé. não uma fé oscilante, mas uma fé firme naquele que tudo pode e tudo nos concede”. - Irmã Dulce

Meditação: O tão conhecido hospital santo Antônio, que atende milhares de pacientes carentes que vem de todo estado da Bahia, procurando atendimento médico, é fruto de uma atitude de fé da religiosa baiana. Não tendo onde abrigar os seus doentes e sendo expulsa de todos os lugares, onde se instalava com eles, pediu a superiora do seu convento para abrigá-los no galinheiro ao lado do convento, tendo a permissão dela colocou lá 70 doentes, dando inicio assim a sua obra de caridade. Só uma mulher de fé e que confia tão plenamente em Deus pode transformar o impossível para o nosso humano em possível por meio da fé em Cristo. “Tudo posso Naquele que me fortalece”.

Oremos: Senhor nosso Salvador aumenta a nossa esperança nas vossas promessas de Vida plena para que, confiando no vosso amor possamos transformar por meio da fé, como a bem aventurada Dulce, o impossível para nós em possível para vós. Amém.

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.

 Oitavo Dia

Bem-aventurada Dulce, expressão da força de Deus.

Palavra de Deus: Rm 8,26-30

26.Por isso, Deus os entregou a paixões vergonhosas: as suas mu­lheres mudaram as relações natu­rais em relações contra a natureza. 27.Do mesmo modo também os homens, deixando o uso natural da mulher, arderam em desejos uns para com os outros, cometendo homens com homens a torpeza, e recebendo em seus corpos a paga devida ao seu desvario. 28.Como não se preocupassem em adquirir o conhecimento de Deus, Deus entregou-os aos sentimentos depravados, e daí o seu procedimento indigno. 29.São repletos de toda espécie de malícia, perversidade, cobiça, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade. 30.São difamadores, caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, soberbos, altivos, inventores de maldades, rebeldes contra os pais.

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Cântico de Maria

“Se fosse preciso, começaria tudo outra vez do mesmo jeito, andando pelo caminho de dificuldades, pois a fé, que nunca me abandona, me dá forças para ir sempre em frente”. - Irmã Dulce

Meditação: Irmã Dulce, apesar de ter uma saúde muito frágil, devido a sua doença pulmonar que possibilitava ela utilizar apenas 45% do pulmão, nunca se deixou abater pela sua fragilidade humana, mas buscando a sua força em Deus, trabalhava incansavelmente pelo crescimento da Sua Obra de amor. Colocava sempre o problema dos outros na frente dos seus. Isto demonstra que nada a amedrontava, nem a fazia retroceder no cumprimento da vontade de Deus na sua vida. Esta serenidade era mantida pela religiosa, por causa da sua confiança em Deus.

Oremos: Ó Senhor, nosso salvador, que dispusestes as graças necessárias para a nossa salvação por meio da sua Igreja. Fazei com que nós, seguindo os passos da bem aventurada Dulce através da confiança plena no vosso amor, possamos superar as dificuldades da vida com serenidade, não deixando que o desespero tome conta do nosso coração. Amém.

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.

 Nono Dia

Irmã Dulce, uma vida totalmente consagrada a Deus

Palavra de Deus: Fl 1,18b-26

18b.Contanto que de todas as maneiras, por pretexto ou por verdade, Cristo seja anunciado, nisto não só me alegro, mas sempre me alegrarei. 19.Pois sei que isto me resultará em salvação, graças às vossas orações e ao socorro do Espírito de Jesus Cristo. 20.Meu ardente desejo e minha esperança são que em nada serei confundido, mas que, hoje como sempre, Cristo será glorificado no meu corpo (tenho toda a certeza disto), quer pela minha vida, quer pela minha morte. 21.Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. 22.Mas, se o viver no corpo é útil para o meu trabalho, não sei então o que devo preferir. 23.Sinto-me pressionado dos dois lados: por uma parte, desejaria desprender-me para estar com Cristo – o que seria imensamen­te melhor; 24.mas, de outra parte, continuar a viver é mais necessário, por causa de vós... 25.Persua­dido disso, sei que ficarei e continuarei com todos vós, para proveito vosso e consolação da vossa fé. 26.Assim, minha volta para junto de vós vos dará um novo motivo de alegria em Cristo Jesus.

Silêncio para interiorização da palavra. Canto sugerido: Permanecei em mim é teu pedido Senhor

“A sublimidade da nossa vida está na doação total de nosso ser a Deus”! - Irmã Dulce

Meditação: A vida do anjo bom do Brasil foi uma vida totalmente dedicada ao projeto de Deus, pois viveu plenamente a caridade ao se interessar pelo bem e pela salvação do outro, tanto na dimensão material e humana como na dimensão espiritual. Ao viver a sua vida como dom de serviço a Deus e aos irmãos tornou-se exemplo para todos os batizados, mostrando o que é viver como filha de Deus e consagrada, fazendo tudo para aproximar-se do Senhor e levando outros a se aproximarem desta fonte de salvação e vida, que é Cristo, a partir das suas ações de amor.

Oremos: Senhor da Igreja, impulsiona-nos a viver o nosso batismo, como viveu a bem aventurada Dulce, para que consagrando a nossa vida ao Senhor, possamos trabalhar para a nossa salvação e a do nosso irmão, realizando, assim, o projeto de amor, que o nosso Deus preparou para toda a humanidade. Amém.

1 Pai Nosso, 3 Ave Marias, 1 Glória ao Pai.