Primeira Estação

Jesus é condenado à Morte

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, flagelado, coroado de espinhos, repudiado por seu povo e condenado à morte cruel e humilhante na Cruz, para expiar os pecados do gênero humano.

Pelos Méritos das Chagas de Jesus, concedei-nos o perdão de nossos pecados e faltas, e fazei com que os agonizantes achem Misericórdia junto de Vós.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

A morrer crucificado
Teu Jesus é condenado
Por teus crimes, pecador (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Segunda Estação

Jesus carrega a Cruz para o calvário

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço a Chaga profunda e dolorosa do Santo Ombro de Jesus, sobre a qual se apoiava tão pesadamente o fardo esmagador da Cruz.

Pelos Méritos desta Chaga, concedei-nos a contrição perfeita de nossos pecados e a Graça de aceitarmos com Paz e mansidão de espírito todas as cruzes que Vos aprouver enviar-nos.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Com a cruz é carregado
E do peso acabrunhado
vai morrer por teu amor (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Terceira Estação

Jesus cai pela primeira vez

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, caído sob o peso esmagador da Cruz.

Pelos Méritos desta primeira queda e das Santas Chagas de Jesus, eu Vos peço que nos concedais a graça de começar uma nova vida de fervor e de amor, e de andar com passo firme e constante no caminho dos Vossos Mandamentos.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Pela cruz tão oprimido
Cai Jesus desfalecido
Pela tua salvação (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Quarta Estação

Jesus encontra-se com Sua Mãe Dolorosa

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, que transpassaram com uma espada de Dor o Coração Amantíssimo de Sua Santíssima Mãe, quando Ela O encontrou carregado a Cruz a caminho do Calvário.

Pelos Méritos da angústia dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria, e pelas Santas Chagas de Jesus, concedei-nos a contrição perfeita de nossos pecados, agora e na hora de nossa morte.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

De Maria lacrimosa
No encontro lastimosa
Vê a viva compaixão (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Quinta Estação

Jesus é ajudado pelo Cirineu

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Santas Chagas tão profundas de Nosso Senhor Jesus Cristo que Lhe esgotaram o Sangue e as forças de modo que Seus inimigos, apesar de sua crueldade, foram obrigados a fazer com que o Cirineu O ajudasse.

Pelos Méritos das Santas Chagas de Jesus e por Seu esgotamento total, concedei-nos o verdadeiro espírito de penitência, e de amor à Santa Cruz.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

No caminho do Calvário
Um auxílio necessário
Recebe do Cirineu (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Sexta Estação

Verônica enxuga o rosto de Jesus

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas da Santa Face de Jesus, que O tornaram semelhante a um leproso, disforme e sem beleza, ou segundo a palavra do profeta: "como um objeto de quem a gente se afasta... como alguém de quem se vira o rosto!"

Pelos Méritos das Santas Chagas de Jesus, purificai, eu Vos suplico, a face de minha alma e dai-me como a Santa Verônica, um coração bom e compassivo para com o próximo.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

O seu rosto ensanguentado
Por Verônica enxugado
Contemplemos com amor (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Sétima Estação

Jesus cai pela segunda vez

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, reabertas e reavivadas por suas quedas repetidas.

Pelos Méritos desta segunda queda tão dolorosa e das Santas Chagas de Jesus, preservai-me das reincidências no pecado, e concedei-me a Graça de por em prática os meios eficazes que a Vossa Misericórdia me concede, para me corrigir de meus defeitos e maus hábitos.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Outra vez desfalecido
Pelas dores abatido
Cai por terra o Salvador (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Oitava Estação

Jesus consola as mulheres

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, que comoveram as piedosas mulheres de Jerusalém que choravam de compaixão vendo-O tão maltratado e desfigurado.

Em nome das Santas Chagas de Jesus, volvei um olhar de Misericórdia sobre os filhos de Israel, a fim de que reconhecendo O seu Divino Messias, tenham parte no Grande Benefício da Redenção, e se tornem apóstolos zelosos de Cristo.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Das matronas piedosas
De Sião filhas chorosas
É Jesus consolador (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Nona Estação

Jesus cai pela terceira vez

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, agravadas e aumentadas pela violência desta queda tão Dolorosa, que excitou a cólera e zombaria de Seus inimigos.

Pelos Méritos desta Terceira Queda e das Santas Chagas de Jesus, preservai-me da cegueira espiritual e concedei a todos os Vossos Sacerdotes, aos Vossos Religiosos e Religiosas a Graça de andar com passo firme e constante no caminho da abnegação e da renúncia a si próprios.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Cai terceira vez prostrado
Pelo peso redobrado
dos pecados e da cruz (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Décima Estação

Jesus é despido de Suas vestes

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas abertas do Sagrado Corpo de Jesus, gotejando Sangue, depois de ser desumanamente despojado de Suas vestes que estavam coladas a Sua Carne.

Pelos Méritos das Santas Chagas de Jesus e da confusão que experimentou, concedei-me a Santa Humildade e um completo desapego de mim mesmo.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Dos vestidos despojado
Por verdugos maltratado
Eu Vos vejo, meu Jesus (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Décima Primeira Estação

Jesus é pregado na Cruz

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas tão torturantes das Mãos e dos Pés de Nosso Divino Salvador, e a dor de Sua Cabeça Adorável que a cada golpe do martelo pulava e recaía com toda a força de encontro ao madeiro da Cruz.

Pelos Méritos das Dores indescritíveis de Jesus, e pelas Sua Santas Chagas, transpassai com um raio de Vossa Graça os corações endurecidos dos infiéis e dos pecadores obstinados, e conduzi todos, contritos e humilhados, aos pés da Cruz de Vosso Filho Bem Amado.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Foi Jesus na cruz pregado
Insultado, blasfemado
Com cegueira e com furor (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Décima Segunda Estação

Jesus morre na Cruz

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas Sagradas de Vosso Filho Bem Amado, agonizando sobre a Cruz, as torturas lancinantes de Sua Cabeça adorável, Coroada de Espinhos, de Suas Mãos e Seus Pés transpassados por grossos cravos, e de Seu Corpo todo entregue a sofrimentos indescritíveis.

Em nome e pelas Santas Chagas de Jesus, livrai, nós Vos suplicamos, as almas do Purgatório; fazei Misericórdia aos agonizantes e fazei desaparecer todos os nossos pecados no abismo insondável de Vossa Divina Misericórdia.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Meu Jesus, por nós morrestes
Por meus crimes padecestes
como é grande a minha dor (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Décima Terceira Estação

Maria recebe em Seus Braços Nosso Senhor todo chagado e transpassado pela lança

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, deposto nos Braços de Sua Mãe Santíssima.
Ó Rainha dos Mártires, imprimi em meu coração as Chagas de Jesus Crucificado. Ensinai-me a meditar como Vós, Sua Coroa de Espinhos, Suas Mãos e Pés transpassados, Seu Lado aberto pela lança, e Seu corpo inteiro pisado, lavrado pelas chicoteadas da flagelação.

Pelos Méritos das Santas Chagas de Jesus, alcançai-me Ó Mãe Querida, a contrição perfeita de meus pecados, agora e na hora da morte.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

Do madeiro Vos tiraram
E à Mãe Vos entregaram
Com que dor e compaixão (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Décima Quarta Estação

Nossa Senhora acompanha Seu Divino Filho à sepultura

℣. Nós Vos adoramos, Ó Cristo e Vos bendizemos
℟. Porque pela Vossa Santa Cruz Remistes o mundo

Pai Eterno, eu Vos ofereço as Chagas do Corpo Sagrado de Jesus, deposto no sepulcro; desse Corpo a respeito do qual o profeta Isaías nos diz que "das planta dos Pés ao alto da Cabeça, nada tinha de são... era todo ferido, magoado de Chagas Vivas que não foram tratadas, nem curadas, nem abrandadas com óleo."

Pelos Méritos das Santas Chagas de Jesus, tende piedade de minha alma quando ela se separar de meu corpo. Não sejais o meu Juiz, mas meu Salvador.
Amém.

℣. Senhor Jesus, perdão e Misericórdia
℟. Pelos méritos de Vossas Santas Chagas

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...

No sepulcro Vos deixaram
Enterrando-Vos choraram
Magoado o coração (bis)

Pela Virgem Dolorosa
Vossa Mãe tão piedosa
Perdoai-me, meu Jesus (bis)

 Oração Final

Amabilíssimo Jesus, meu Deus e Salvador, única felicidade de minha alma, confesso que ainda que eu Vos amasse com o amor que Vos tem os Serafins, não corresponderia ao Amor com que por mim derramastes o Vosso Preciosismo Sangue e destes a Vossa Santíssima Vida. Mas, ai de mim que até agora só Vos tenho ofendido por minha grande culpa!
Ofereço-Vos, Redentor Amabilíssimo, esta breve meditação da Vossa Sagrada Paixão e Morte, em prova do meu amor e da minha gratidão, em união com a compaixão de Vossa Bendita Mãe e de todos os Santos e Anjos.
Abençoai os bons propósitos que fiz nesta Via Sacra.
Amém.