Apresentação

“Procurei alguém que se compadecesse de mim e me confortasse, mas a ninguém encontrei.” (Sl. 69-20)
Revelações à piedosa Irmã Maria Madalena da Ordem de Santa Clara, franciscana que viveu, morreu e foi beatificada em Roma. Jesus cumpriu o desejo da Irmã, que desejava ardentemente saber algo sobre os sofrimentos que Ele suportou na noite anterior a Sua morte.
Esta devoção é aprovada e recomendada por Sua Santidade o Papa Clemente XII (1730-1740).

(fonte: mariamaedaigreja.net)
 01. Amarraram os Meus pés com uma corda e arrastaram-Me, por uma escada abaixo, para uma cave (sub-solo) fedorenta e imunda.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 02. Despojaram-Me das Minhas vestes e com pontas de ferro cobriram o Meu Corpo de Chagas.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 03. Ataram uma corda em volta do Meu Corpo e arrastaram-Me pelo chão, de uma ponta a outra da cave.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 04. Ligaram-Me a uma trave de madeira e nela Me deixaram suspenso, até que escorregasse e caísse por terra. Esse sofrimento fez jorrar dos Meus olhos lágrimas de Sangue.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 05. Fixaram-Me a uma estaca e martirizaram-Me com todas as espécies de armas, varando-Me o Corpo, atirando-Me pedras e queimando-Me com brasas e archotes.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 06. Atravessaram-Me com sovelas e agulhas, arrancando, em vários lugares, a pele e a carne de Meu Corpo e das Minhas veias.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 07. Amarraram-Me a uma coluna e colocaram Meus pés sobre uma chapa metálica incandescente.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 08. Coroaram-Me com uma coroa de ferro e vedaram os Meus Olhos com trapos repugnantes.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 09. Assintaram-Me sobre uma cadeira cheia de pregos aguçados que abriram profundos buracos em Me Corpo.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 10. Aspergiram Minhas Chagas com resina e chumbo fundido e lançaram-Me da cadeira abaixo.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 11. Para vergonha Minha e Meu suplicio cravaram agulhas e pregos nos furos da Minha barba, já violentamente arrancada.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 12. Atiraram-Me sobre uma cruz, à qual Me amarraram com um corda, pés e mãos, com uma tal força e dureza, que estive a ponto de ser asfixiado.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 13. Espinharam-Me a Cabeça. Um deles pôs-Me o pé sobre o peito e atravessou-Me a língua com um espinho de Minha coroa.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 14. Colocaram as mais horríveis imundícies em Minha Boca.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)
 15. Fizeram recair sobre Mais uma torrente de injúrias infames, ligaram-Me as Mãos atrás das Costas e conduziram-Me para fora da prisão, batendo-Me e vergastando-Me vezes sem conta.

(Pai-nosso, Ave-Maria e Glória)

 E Jesus continuou:

“Minha querida filha! Peço-te que faças conhecidas de muitas almas estas Minhas angústias e dores secretas, a fim de que sejam meditadas e honradas. No Dia do Juízo Final Eu darei uma eternidade para aqueles que, por amor e com reconhecimento, Me tenham oferecido todos os dias os merecimentos de Meus Sofrimentos secretos, completando a oferta com a oração de Louvor e Reparação que segue”.

 Oração Final

“Meu Senhor e meu DEUS! É minha vontade irrevogável honrar-vos e adorar-Vos por todas as Vossas dores secretas e pelo derramamento do Vosso Sangue. Quantos grãos de areia haja no mar, grãos de terra nos campos, rebentos de erva em toda a terra, frutos nas árvores, folhas nos ramos, flores nos campos, estrelas no firmamento, Anjos nos Céus e criaturas sobre a terra, tantas milhares de vezes sejam adorados e glorificados o Senhor JESUS CRISTO, o Seu Santíssimo Coração, o Seu preciosíssimo Sangue, o Sacrifício Divino da Santa Missa e o Santíssimo Sacramento do Altar.
Sejam louvados e glorificados a Santíssima Virgem MARIA, os noves coros gloriosos dos Anjos e a multidão dos Santos, por mim e por todos os homens, agora e por toda a eternidade. Tantas vezes eu desejo, meu bem amado Jesus, agradecer-vos, servir-vos, agradecer-vos, reparar todos os ultrajes que Vos são feitos e pertencer-Vos de corpo e alma. Quero, muitas vezes, arrepender-me dos meus pecados e pedir-vos, ó meu Deus, perdão e misericórdia. Quero também oferecer a DEUS PAI os Vossos Méritos infinitos, em reparação das minhas faltas, dos meus pecados e pelos meus tão merecidos castigos. Estou firmemente decidido a mudar de vida e peço-vos que, a hora da minha morte, me sinta feliz e em paz.
Quero também rezar pela libertação das pobres almas do Purgatório. Desejo renovar fielmente este louvor de reparação e amor, em cada hora do dia e da noite, até ao último instante da minha vida.
Peço-Vos, meu bom e amabilíssimo JESUS, que confirmeis nos Céus este meu sincero desejo. Não consintais, JESUS, que ele seja destruído pelos homens, e muito menos ainda, pelo espírito maligno."
Amém.