MÊS DE MAIO, MÊS DE CONSAGRAR-SE À SANTÍSSIMA VIRGEM!

São Luís Grignion de Montfort explica-nos, em seu Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, que “a mais perfeita devoção é aquela pela qual nos conformamos, unimos e consagramos mais perfeitamente a Jesus Cristo, pois toda a nossa perfeição consiste em sermos conformados, unidos e consagrados a Ele. Ora, pois que Maria é, de todas as criaturas, a mais conforme a Jesus Cristo, segue daí que, de todas as devoções, a que mais consagra e conforma uma alma a Nosso Senhor é a devoção à Santíssima Virgem, sua santa Mãe, e que, quanto mais uma alma se consagrar a Maria, mais consagrada estará a Jesus Cristo. Eis por que a perfeita consagração a Jesus Cristo nada mais é que uma perfeita e inteira consagração à Santíssima Virgem, e nisto consiste a devoção que eu ensino; ou, por outra, uma perfeita renovação dos votos e promessas do santo batismo.”

Por aí se vê, perfeitamente, que é extremamente recomendável a consagração a Nossa Senhora em qualquer dia, em qualquer hora, a qualquer momento. Portanto, nem é preciso dizer o porquê de se consagrar à Maria Santíssima no mês dedicado a Ela.

Aproveitamos o ensejo para recomendar a leitura do Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, pois nele o fiel devoto irá encontrar uma síntese da melhor doutrina existente a respeito de Nossa Senhora, totalmente fundamentada nas Escrituras e na Tradição, enriquecida com comentários belíssimos de santos e do próprio São Luís, além da melhor e mais completa preparação e fórmula de consagração a Jesus Cristo pelas mãos virginais de Maria. Nesse mesmo sentido, recomendamos também dois outros livros de singular importância: Segredo de Maria, do mesmo São Luís Grignion de Montfort, e Glórias de Maria, do grande Santo Afonso de Ligório, fundador da Congregação do Santíssimo Redentor.

𝗖𝗢𝗡𝗦𝗔𝗚𝗥𝗔𝗖̧𝗔̃𝗢 𝗔 𝗡𝗢𝗦𝗦𝗔 𝗦𝗘𝗡𝗛𝗢𝗥𝗔

Ó Maria, Mãe de Jesus e minha Mãe, eu vos consagro neste dia todo o meu ser. Ponho em vossas mãos tudo o que sou e tenho. Confio à vossa proteção todos os meus projetos e desejos. Fazei que tudo seja para o bem de todos, principalmente daquelas pessoas a quem devo amar mais. Formai em mim um coração bondoso como o do vosso Filho Jesus, de onde todos possam receber a paz, a justiça e o amor. E guardai-me no vosso coração materno, para que nenhum mal me aconteça e todo o bem me venha. E fazei-me lembrar sempre de que sou vosso filho. Amém.

Santa Maria, Mãe de Deus e da Igreja, guardai unida no amor a igreja do meu lar. Amém.

Oração composta pelo Pe. Elias Leite.

Marcos A. Fiorito

Teólogo e historiador

(Autoriza-se reprodução do artigo com citação da fonte e autor.)

Está acompanhando os nossos artigos? Escreva-nos e sugira algum tema católico de seu interesse. Deixe o seu comentário logo abaixo!

0 0 votos
Avaliação
Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários