Apoiadores do Pocket Terço
Terço com imagens no Youtube
Reze os Mistérios Gozosos com imagens

Antífona de entrada

Andando ao longo do mar da Galileia, Jesus viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que consertavam suas redes. E ele os chamou. (Cf. Mt 4, 18. 21)
Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum. Ps. Dómine probásti me, et cognovísti me: tu cognovísti sessiónem meam, et resurrectiónem meam. (Ps. 138, 17 et 1)
Vernáculo:
Quão insondáveis são os vossos pensamentos! Incontável, ó Senhor, é o seu número! Sl. Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto. (Cf. LH: Sl 138, 17 e 1)

Glória

Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados.
Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo poderoso.
Nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória.
Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus pai, Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica.
Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós.
Só Vós sois o Santo, só Vós, o Senhor, Só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai.
Amém.

Oração do dia

Deus eterno e todo-poderoso, que, pelo sangue de São Tiago, consagrastes as primícias dos trabalhos dos Apóstolos, concedei que a vossa Igreja seja confirmada pelo seu testemunho e sustentada pela sua proteção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura (2Cor 4, 7-15)


Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios


Irmãos, 7trazemos esse tesouro em vasos de barro, para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós.

8Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos pela angústia; postos entre os maiores apuros, mas sem perder a esperança; 9perseguidos, mas não desamparados; derrubados, mas não aniquilados; 10por toda a parte e sempre levamos em nós mesmos os sofrimentos mortais de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossos corpos. 11De fato, nós, os vivos, somos continuamente entregues à morte, por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossa natureza mortal. 12Assim, a morte age em nós, enquanto a vida age em vós. 13Mas, sustentados pelo mesmo espírito de fé, conforme o que está escrito: “Eu creio e, por isso, falei”, nós também cremos e, por isso, falamos, 14certos de que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também com Jesus e nos colocará ao seu lado, juntamente convosco. 15E tudo isso é por causa de vós, para que a abundância da graça em um número maior de pessoas faça crescer a ação de graças para a glória de Deus.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Salmo Responsorial (Sl 125)


℟. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.


— Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar; encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios de canções. ℟.

— Entre os gentios se dizia: “Maravilhas fez com eles o Senhor!” Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria! ℟.

— Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria. ℟.

— Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes! ℟.


https://youtu.be/SDoWtKfxolA
℟. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
℣. Eu vos designei para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, assim disse o Senhor. (Jo 15, 16) ℟.

Evangelho (Mt 20, 20-28)


℣. O Senhor esteja convosco.

℟. Ele está no meio de nós.


℣. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Mateus 

℟. Glória a vós, Senhor.


20Naquele tempo, a mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. 21Jesus perguntou: “O que tu queres?” Ela respondeu: “Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda”. 22Jesus, então, respondeu-lhes: “Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?” Eles responderam: “Podemos”. 23Então Jesus lhes disse: “De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é que dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou”.

24Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. 25Jesus, porém, chamou-os e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. 26Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; 27quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 28Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Antífona do Ofertório

In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terrae verba eórum. (Ps. 18, 5)


Vernáculo:
Seu som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua voz. (Cf. LH: Sl 18, 5)

Sobre as Oferendas

Purificai-nos, ó Deus, pela participação na paixão do vosso Filho, para que, na festa de São Tiago, o primeiro dos Apóstolos a beber o cálice do Senhor, ofereçamos um sacrifício que vos agrade. Por Cristo, nosso Senhor.

Antífona da Comunhão

Beberam do cálice do Senhor e se tornaram amigos de Deus. (Cf. Mt 20, 22-23)
Ego vos elégi de mundo, ut eátis, et fructum afferátis: et fructus vester máneat. (Io. 15, 16; ℣. Ps. 88, 2. 4. 6. 20. 21. 22. 25. 29)
Vernáculo:
Não fostes vós que me escolhestes, diz o Senhor. Fui eu que vos escolhi e vos enviei para produzirdes frutos, e o vosso fruto permaneça. (Cf. MR: Jo 15, 16)

Depois da Comunhão

Ajudai-nos, Senhor nosso Deus, pela intercessão do Apóstolo São Tiago, em cuja festa recebemos com alegria os vossos dons sagrados. Por Cristo, nosso Senhor.

Homilia do dia 25/07/2022
Não sabeis o que estais pedindo.

“Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda”. Jesus, então, respondeu-lhes: “Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?”

Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. Jesus, porém, chamou-os e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos”.

S. Tiago Maior, cuja festa a Igreja hoje comemora, foi irmão de outro Apóstolo, S. João, o discípulo amado (cf. Jo 13, 23; 19, 26; 20, 2; 21, 7.20). Os evangelhos se referem aos dois como “filhos de Zebedeu” (cf. Mt 4, 21; Mc 1, 19; 10, 35; Lc 5, 10), e a mãe deles, Maria Salomé (cf. Mc 16, 1), foi uma das mulheres que permaneceram aos pés da cruz de que pendia o Salvador do mundo (cf. Mt 27, 56). A tradição nos conta que, depois de tentar embalde evangelizar os povos hispânicos — no território correspondente à atual Península Ibérica —, Tiago se lembrou de recorrer ao auxílio da Virgem SS., ainda viva. Maria lhe teria aparecido na cidade de Saragoça, às margens do rio Ebro, no alto de uma coluna, a fim de o consolar e dar-lhe perseverança no apostolado. Trata-se da primeira aparição mariana de que temos notícia, além de ser a origem da devoção a Nossa Senhora do Pilar, celebrada aos doze de outubro. A SS. Virgem lhe teria confiado ainda a missão de construir naquela região um templo em sua honra e revelado, por fim, que ele seria o primeiro dos Apóstolos a ter a glória de beber do mesmo cálice que Cristo, derramando o próprio sangue por aquele que se encarnou e morreu para nos merecer a vida eterna. Cumpriu-se assim, por intermédio de Maria, o pedido que Salomé fizera a Jesus muitos anos antes: “Ordena que estes meus dois filhos se sentem no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda” (Mt 20, 21). Esta mãe quis para um filho uma primazia terrena, num reino puramente político; mas Cristo, cujo Coração não se deixa vencer em generosidade e cuja mente não se prende à lógica dos homens, deu a Tiago um privilégio muito maior do que um trono à sua direita: deu-lhe a graça de ser o primeiro, como predileto da graça, a provar com sangue a grandeza de sua caridade. — Que S. Tiago e Nossa Senhora do Pilar intercedam por nós e nos alcancem a graça de perseverarmos no cumprimento dos nossos deveres cristãos, a ponto de tudo entregarmos, como vítimas de amor, a fim de lucrar a Cristo.

Deus abençoe você!

Seja um apoiador!
Ajude-nos a manter o Pocket Terço: pocketterco.com.br/ajude

Homilia Diária | “Podeis beber o cálice que eu vou beber?” (Festa de São Tiago Maior, Apóstolo)

O Apóstolo São Tiago Maior, cuja festa a Igreja hoje celebra, foi o primeiro dos Doze a levar até o fim aquilo que é a essência da vocação sacerdotal: ser, à semelhança de Cristo, vítima de amor, holocausto de caridade. Derramando o próprio sangue em fidelidade ao Evangelho, São Tiago teve o privilégio de beber do mesmo cálice que Jesus e, assim, merecer aquilo que sua mãe, Maria Salomé, havia pedido ao Senhor sem se dar conta do que dizia: “Ordena que este meu filho se sente no teu Reino”.Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta segunda-feira, dia 25 de julho, e peçamos a São Tiago que nos ajude a seguir o seu exemplo de tudo entregar por amor a Cristo.


https://youtu.be/OKyDhd52LKE

Santo do dia 25/07/2022


São Tiago, Apóstolo (Festa)
Local: Jerusalém
Data: 25 de Julho † s. I


Chamado o Maior, São Tiago, o filho de Zebedeu que Jesus chamou, com seu irmão o apóstolo São João, entre os primeiros que o seguiram. Acolhendo o convite do Mestre, deixou logo o barco e o pai, e tornou-se seu fiel discípulo (cf. Mt 4, 21-22). Foi testemunha privilegiada da ressurreição da filha de Jairo (Mc 5, 37), da transfiguração (Mt 17, 1), da agonia no Getsêmani (Mt 26, 37).

Lucas narra um fato que caracteriza bem a índole de Tiago com seu irmão João, que pedem que eles possam pedir que caia fogo do céu sobre a cidade que não quer receber Jesus (cf. Lc 9, 54). Depois deste episódio, Tiago e João foram apelidados de Boanerges, que quer dizer: filhos do trovão, que caracterizou bem seu temperamento impetuoso.

No Evangelho de Mateus conta-se mais um episódio relativo a este Apóstolo. Mostra como, a exemplo dos demais Apóstolos, teve dificuldade de entender o mistério da cruz. Sua mãe, em seu orgulho materno, pediu a Jesus que os próprios dois filhos, Tiago e João, fossem colocados um à direita e outro à esquerda, no reino de Deus. Parece que a mãe estava interpretando o desejo íntimo dos dois filhos, pois na resposta Jesus se dirige aos dois: "Vós não sabeis o que pedis. Podeis beber o cálice que eu hei de beber"? Eles prontamente responderam: "Podemos". "Pois bem, isto é verdade", concluiu Jesus; "porém, dar-vos o primeiro lugar no Reino, isto depende do meu Pai que está no céu" (cf. Mt 20, 20-28).

Realmente, Tiago foi o primeiro entre os Apóstolos a beber do cálice do Senhor morrendo mártir, decapitado sob Herodes Agripa nos dias da Páscoa (cf. At 12, 2-3) pelo ano 44. E esta é a última notícia que as Escrituras nos transmitem sobre a pessoa de Tiago. Que tenha ido a Compostela na Espanha não passa de conjeturas pouco fundadas. Só na Idade Média surge a versão das relíquias conservadas em Santiago de Compostela. Fato é que na Idade Média Santiago de Compostela se tornou grande centro de peregrinações. O caminho de Santiago está entre as três célebres peregrinações dos cristãos da Europa cristã: o túmulo vazio do Senhor em Jerusalém, o túmulo dos Apóstolos Pedro e Paulo em Roma e o "túmulo" de São Tiago na Espanha, com o célebre caminho de Santiago de Compostela.

A par da mensagem de todo Apóstolo que comemora a vocação e a missão da Igreja, toda ela apostólica, São Tiago também apresenta uma mensagem particular bastante rica que aparece nos textos litúrgicos. Ele se encontra entre os primeiros discípulos de Cristo; faz parte do grupo dos três Apóstolos privilegiados que são admitidos por Jesus para viverem os mistérios mais profundos e secretos do Senhor; custa a entender o caminho da cruz e o Messias servo de Deus, onde todos são chamados a servir; o primeiro dos Apóstolos a dar testemunho do Senhor, participando de sua paixão e morte.

O mistério de Cristo revelado pelo apóstolo Tiago Maior vem bem expresso na Oração coleta: Deus eterno e todo-poderoso, que pelo sangue de São Tiago consagrastes as primícias dos trabalhos dos Apóstolos, concedei que a vossa Igreja seja confirmada pelo seu testemunho e sustentada pela sua proteção.

A Oração sobre as oferendas recorda a participação de Tiago na paixão do Filho de Deus e o primeiro dos Apóstolos a beber o cálice do Senhor.

São Tiago, rogai por nós!

Referência:
BECKHÄUSER, Frei Alberto. Os Santos na Liturgia: testemunhas de cristo. Petrópolis: Vozes, 2013. 391 p. Adaptações: Equipe Pocket Terço.