Nome: Santo Aarão (Memória Facultativa)
Local: Monte Hor
Data: 01 de Julho † a.C.

Aarão nasceu três anos antes de Moisés. Seu registro vem detalhado no Levítico, nos Números. Notadamente, Aarão tem a seu cargo o tabernáculo, o oferecimento de incensos, os sacrifícios. Tanto ele como os filhos, foram consagrados a Deus (consagração e instalação dos sacerdotes).

Era, pois Aarão o grão-sacerdote, aquele que comandava aos levitas.

Duma feita, três descontentes tentaram um levante contra Moisés e o irmão, mas tal sucesso só serviu para aumentar o prestigio dos dois homens de Deus. Era o descontentamento, que sempre lavrava no seio do povo.

O Senhor falou a Moisés, dizendo: - Fala aos filhos de Israel, e recebe deles uma vara por cada tribo, doze varas de todos os príncipes das tribos, e escreverás o nome de cada um deles sobre a sua vara. O nome de Aarão estará sobre a vara da tribo de Levi, e o nome do chefe de todas as outras tribos estará escrito separadamente, cada um na sua vara. Pô-las-ás no tabernáculo da reunião, diante do testemunho, onde eu te falarei. A vara daquele que eu escolher, dentre eles, florescerá; deste modo farei cessar os queixumes dos filhos de Israel contra vós".

Moisés falou aos filhos de Israel, e todos os príncipes lhe deram as varas, uma por cada tribo. Eram, pois, doze varas, estando no meio a vara de Aarão. Moisés, tendo-as posto diante do Senhor, no tabernáculo do testemunho, voltando no dia seguinte, achou que tinha germinado a vara de Aarão, que era pela tribo de Levi, e que, aparecendo os botões, tinham saído flores, e haviam amadurecido amêndoas. Moisés levou todas as varas de diante do Senhor a todos os filhos de Israel, os quais as viram e receberam cada um a sua vara.

O Senhor disse a Moisés: - Torna a levar a vara de Aarão para o tabernáculo do testemunho, para se guardar ali em memória da rebelião dos filhos de Israel, e para que cessem as suas queixas diante de mim, e não morram.

Moisés fez o que o Senhor lhe tinha ordenado. Os filhos de Israel disseram a Moisés: - Eis que somos consumidos, todos perecemos. Qualquer que se aproxima do tabernáculo do Senhor, morre. Acaso seremos todos extintos até não ficar nenhum?. (cf. Nm 17, 1-13)

Seguem-se a responsabilidade e as funções dos levitas, quando o Senhor diz a Aarão:
"Tu, teus filhos, e a casa de teu pai contigo. levareis a iniquidade do santuário: tu e teus filhos juntamente levareis os pecados do sacerdócio. Toma também contigo os teus irmãos da tribo de Levi e a casa de teu pai, e eles te assistam e te sirvam; mas tu e teus filhos ministrareis no tabernáculo do testemunho. Os levitas estarão atentos às tuas ordens e a todas as obras do tabernáculo, sem que, todavia, aproximem-se dos vasos do santuário, nem do altar, para que nem eles morram, nem vós pereçais juntamente. Estejam contigo, e tenham a seu cuidado o tabernáculo da reunião, para fazer todo o serviço. Nenhum estrangeiro se misturará convosco. Prestareis serviço no santuário e no ministério do altar, para que se não levante a minha indignação contra os filhos levitas, separando-os do meio dos filhos de Israel. Dados ao Senhor, são-vos entregues de novo, como oferta, para que sirvam no ministério do tabernáculo. Tu, porém, e teus filhos guardai o vosso sacerdócio; tudo o que pertence ao culto do altar, e que está para dentro do véu, será feito pelo ministério dos sacerdotes: se algum estranho se aproximar, será morto".

O livro dos Números indica o monte Hor, perto de Cades, como o lugar em que Aarão faleceu.

Tendo levantado os acampamentos de Cades. foram ao monte Hor, que está nos confins da terra de Edom, onde o Senhor falou a Moisés e Aarão, dizendo: - Aarão vai juntar ao seu povo, porque ele não entrará na terra que eu dei aos filhos de Israel, visto que foi incrédulo às minhas palavras nas águas da Contradição. Toma Aarão e seu filho com ele, e leva-os ao monte Hor. Depois de teres despido o pai das suas vestes, revestirás com elas Eleazaro, seu filho: Aarão será reunido a seus pais, e morrerá.

Moisés fez como o Senhor lhe mandou, e subiram ao monte Hor, à vista de toda a multidão. Depois que despojou Aarão das suas vestes revestiu com elas a Eleazaro, seu filho. Morto Aarão no cimo do monte, desceu Moisés com Eleazaro. Toda a multidão viu que Aarão tinha morrid e choraram por éle todas as familias de Israel, durante trinta dias". (cf. Nm 20)

O Deuteronômio, por sua vez, dá o lugar da morte de Aarão como sendo em Mosera.

Os filhos de Israel transportaram os acampa mentos de Boroth, que era dos filhos de Jacan, a Mosera, onde morreu e foi sepultado Aarão, em lugar do qual Eleazaro, seu filho, exerceu as funções do sacerdócio. Todavia, não vai aqui qualquer contradição, porque Mosera ficava perto de Cades.

Os gregos festejam Santo Aarão no dia 20 de julho, com Elias, Moisés e Eliseu. Foi Barônio que introduziu este santo do Antigo Testamento nos martirológios ocidentais.

ROHRBACHER, Padre. Vida dos santos: Volume XI. São Paulo: Editora das Américas, 1959. Edição atualizada por Jannart Moutinho Ribeiro; sob a supervisão do Prof. A. Della Nina. Adaptações: Equipe Pocket Terço. Disponível em: obrascatolicas.com. Acesso em: 21 jun. 2021.

Para mais terços, novenas e orações de vários santos, baixe o aplicativo Pocket Terço em seu Android ou iPhone.