Nome: São Pedro Canísio (Memória)
Local: Friburgo, Alemanha
Data: 21 de Dezembro † 1597

Pedro Canísio (Kanijs) nasceu em Nimega, na Holanda, em 1521. Teólogo e catequista, membro da Companhia de Jesus, pertence à primeira geração dos reformadores tridentinos. Estudou direito e letras na universidade de Colônia. Tendo conhecido São Pedro Faber, um dos companheiros de Santo Inácio na fundação da Companhia de Jesus, e admirando-lhe a ciência e a santidade, pediu admissão à Ordem. Completou seus estudos de teologia em Colônia, onde foi ordenado sacerdote.

Desde cedo o padre Canísio interessou-se pela sorte da Igreja Católica na Alemanha. O cardeal de Ausburgo levou Canísio como teólogo ao Concílio de Trento e foi nesta ocasião que teve a oportunidade de se encontrar com o santo fundador dos jesuítas, Inácio de Loiola, que lhe confiou a missão de recuperar a Alemanha para a Igreja Católica, missão que ele durante 45 anos abraçou até a morte.

A obra de Pedro Canísio foi gigantesca. Pregador, escritor, organizador. Escreveu três catecismos - o grande, o médio e o pequeno -, que tiveram enorme sucesso como o mostram as mais de cinquenta edições do século XVI. Outra obra tem o nome de Controvérsias, obra histórica das origens do cristianismo destinada sobretudo à gente culta. A obra escrita por Pedro Canísio mereceu lhe o título de Doutor da Igreja, conferido pelo papa Pio XI em 1925.

Como apologista jamais foi um fanático defensor da fé. Guiou-o sempre o amor ao próximo. Talvez aí se funde o sucesso do seu trabalho na Europa Central. Como Superior provincial dos jesuítas na Alemanha, procurou Canísio assentar as bases para o eficiente trabalho da Ordem, sobretudo através da fundação e consolidação da rede de colégios e universidades jesuítas em várias cidades, como Ingolstadt, Praga, Munique, Tréveris, Mogúncia e Espira. Desempenhou também várias e delicadas missões diplomáticas em nome da Santa Sé, junto a bispos e príncipes.

Pedro Canísio foi um santo típico da Contrarreforma. Mas, como homem de Deus, deixou exemplos que sobrepairam o tempo. Foi um sacerdote de profunda espiritualidade, um homem corajoso e suave, humilde e douto, sempre pronto a todos os trabalhos e fadigas em defesa da fé professada na Cátedra de Pedro.

Faleceu a 21 de dezembro de 1597 com 76 anos de idade, em Friburgo, na Suíça, amado e venerado como santo.

O papa Leão XIII deu a São Pedro Canísio o honroso título de Segundo Apóstolo da Alemanha. O primeiro, São Bonifácio, foi sobretudo o organizador da Igreja Católica na Alemanha, o segundo se empenhou com todas as forças em torná-la novamente católica, nas partes que aderiram ao protestantismo, e conservar as zonas ainda fiéis à Igreja Católica. Em São Pedro Canísio temos o exemplo do defensor da fé católica.

Seu testemunho de vida e de testemunho cristão está expresso na Oração coleta: Ó Deus que, para a defesa da fé católica, destes ao presbítero São Pedro Canísio saber e coragem, concedei a todos os que vos procuram a graça de vos encontrar e aos que creem em vós, a perseverança na fé.

Referência:
BECKHÄUSER, Frei Alberto. Os Santos na Liturgia: testemunhas de Cristo. Petrópolis: Vozes, 2013. 391 p. Adaptações: Equipe Pocket Terço.

Para mais terços, novenas e orações de vários santos, baixe o aplicativo Pocket Terço em seu Android ou iPhone.