Nome: São Tiago (Festa)
Local: Jerusalém
Data: 25 de Julho † s. I

Chamado o Maior, São Tiago, o filho de Zebedeu que Jesus chamou, com seu irmão o apóstolo São João, entre os primeiros que o seguiram. Acolhendo o convite do Mestre, deixou logo o barco e o pai, e tornou-se seu fiel discípulo (cf. Mt 4, 21-22). Foi testemunha privilegiada da ressurreição da filha de Jairo (Mc 5, 37), da transfiguração (Mt 17, 1), da agonia no Getsêmani (Mt 26, 37).

Lucas narra um fato que caracteriza bem a índole de Tiago com seu irmão João, que pedem que eles possam pedir que caia fogo do céu sobre a cidade que não quer receber Jesus (cf. Lc 9, 54). Depois deste episódio, Tiago e João foram apelidados de Boanerges, que quer dizer: filhos do trovão, que caracterizou bem seu temperamento impetuoso.

No Evangelho de Mateus conta-se mais um episódio relativo a este Apóstolo. Mostra como, a exemplo dos demais Apóstolos, teve dificuldade de entender o mistério da cruz. Sua mãe, em seu orgulho materno, pediu a Jesus que os próprios dois filhos, Tiago e João, fossem colocados um à direita e outro à esquerda, no reino de Deus. Parece que a mãe estava interpretando o desejo íntimo dos dois filhos, pois na resposta Jesus se dirige aos dois: "Vós não sabeis o que pedis. Podeis beber o cálice que eu hei de beber"? Eles prontamente responderam: "Podemos". "Pois bem, isto é verdade", concluiu Jesus; "porém, dar-vos o primeiro lugar no Reino, isto depende do meu Pai que está no céu" (cf. Mt 20, 20-28).

Realmente, Tiago foi o primeiro entre os Apóstolos a beber do cálice do Senhor morrendo mártir, decapitado sob Herodes Agripa nos dias da Páscoa (cf. At 12, 2-3) pelo ano 44. E esta é a última notícia que as Escrituras nos transmitem sobre a pessoa de Tiago. Que tenha ido a Compostela na Espanha não passa de conjeturas pouco fundadas. Só na Idade Média surge a versão das relíquias conservadas em Santiago de Compostela. Fato é que na Idade Média Santiago de Compostela se tornou grande centro de peregrinações. O caminho de Santiago está entre as três célebres peregrinações dos cristãos da Europa cristã: o túmulo vazio do Senhor em Jerusalém, o túmulo dos Apóstolos Pedro e Paulo em Roma e o "túmulo" de São Tiago na Espanha, com o célebre caminho de Santiago de Compostela.

A par da mensagem de todo Apóstolo que comemora a vocação e a missão da Igreja, toda ela apostólica, São Tiago também apresenta uma mensagem particular bastante rica que aparece nos textos litúrgicos. Ele se encontra entre os primeiros discípulos de Cristo; faz parte do grupo dos três Apóstolos privilegiados que são admitidos por Jesus para viverem os mistérios mais profundos e secretos do Senhor; custa a entender o caminho da cruz e o Messias servo de Deus, onde todos são chamados a servir; o primeiro dos Apóstolos a dar testemunho do Senhor, participando de sua paixão e morte.

O mistério de Cristo revelado pelo apóstolo Tiago Maior vem bem expresso na Oração coleta: Deus eterno e todo-poderoso, que pelo sangue de São Tiago consagrastes as primícias dos trabalhos dos Apóstolos, concedei que a vossa Igreja seja confirmada pelo seu testemunho e sustentada pela sua proteção.

A Oração sobre as oferendas recorda a participação de Tiago na paixão do Filho de Deus e o primeiro dos Apóstolos a beber o cálice do Senhor.

São Tiago, rogai por nós!

Referência:
BECKHÄUSER, Frei Alberto. Os Santos na Liturgia: testemunhas de cristo. Petrópolis: Vozes, 2013. 391 p. Adaptações: Equipe Pocket Terço.

Para mais terços, novenas e orações de vários santos, baixe o aplicativo Pocket Terço em seu Android ou iPhone.