Primeira Leitura (1Rs 11,29-32; 12,19)


Leitura do Primeiro Livro dos Reis.

11,29Aconteceu, naquele tempo, que, tendo Jeroboão saído de Jerusalém, veio ao seu encontro o profeta Aías, de Silo, coberto com um manto novo. Os dois achavam-se sós no campo. 30Aías, tomando o manto novo que vestia, rasgou-o em doze pedaços 31e disse a Jeroboão: “Toma para ti dez pedaços. Pois assim fala o Senhor, Deus de Israel: Eis que vou arrancar o reino das mãos de Salomão e te darei dez tribos.

32Mas ele ficará com uma tribo, por consideração para com meu servo Davi e para com Jerusalém, cidade que escolhi dentre todas as tribos de Israel”. 12,19Israel rebelou-se contra a casa de Davi até o dia de hoje.


— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Responsório (Sl 80)


— Ouve, meu povo, porque eu sou o teu Deus!

— Ouve, meu povo, porque eu sou o teu Deus!

— Em teu meio não exista um deus estranho nem adores a um deus desconhecido! Porque eu sou o teu Deus e teu Senhor, que da terra do Egito te arranquei.

— Mas meu povo não ouviu a minha voz, Israel não quis saber de obedecer-me. Deixei, então, que eles seguissem seus caprichos, abandonei-os ao seu duro coração.

— Quem me dera que meu povo me escutasse! Que Israel andasse sempre em meus caminhos! Seus inimigos, sem demora, humilharia e voltaria minha mão contra o opressor.


Evangelho (Mc 7,31-37)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 31Jesus saiu de novo da região de Tiro, passou por Sidônia e continuou até o mar da Galileia, atravessando a região da Decápole. 32Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão. 33Jesus afastou-se com o homem, para fora da multidão; em seguida, colocou os dedos nos seus ouvidos, cuspiu e com a saliva tocou a língua dele. 34Olhando para o céu, suspirou e disse: “Efatá!”, que quer dizer: “Abre-te!” 35Imediatamente seus ouvidos se abriram, sua língua se soltou e ele começou a falar sem dificuldade.

36Jesus recomendou com insistência que não contassem a ninguém. Mas, quanto mais ele recomendava, mais eles divulgavam. 37Muito impressionados, diziam: “Ele tem feito bem todas as coisas: Aos surdos faz ouvir e aos mudos falar”.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Homilia: Abra todo o seu ser para ser curado por Jesus

Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão. (Mc 7,32)

 

Aquele homem surdo que, com certeza, foi perdendo a audição diante de tantas circunstancias da vida, e assim também foi ficando mudo, porque quem não escuta também não consegue falar, não consegue desenvolver a fala. Ele já falava tão pouco, que nem pôde pedir a Jesus que o curasse. Foram as pessoas que pediram e suplicaram por ele.

Quantas pessoas estão precisando se aproximar de Jesus, mas já não O escutam, já não podem falar nem se comunicar direito! E como nós precisamos ajudar uns aos outros para chegarmos em Jesus!

Precisamos suplicar pela cura da nossa surdez, porque precisamos ouvir Deus e precisamos ouvir uns aos outros. A surdez do mundo é essa, que não escuta Deus nem escuta aos outros.

O que é ser surdo, meu irmão, senão a pessoa que escuta somente a si própria, as suas necessidades, o seu egoismo e individualismo! O que é a surdez, meu irmão, minha irmã, senão a pessoa que está fechada no seu mundo e não sabe se comunicar; comunica-se com dificuldade, não consegue expressar a verdade, porque está surdo para também ouvir a verdade. Esse homem [da Palavra] foi submetido à cirurgia de Jesus; e como nós precisamos, todos os dias, submetermo-nos à cirurgia do Médico, do Mestre Jesus, para sermos curados da nossa surdez!

Como é que Jesus nos cura? Como é que Jesus nos dá a audição da graça?

Primeiramente, ele afastou aquele homem da multidão. Então, saia do meio da multidão, saia da confusão, saia dos barulhos do mundo, saia das redes sociais, da televisão, dos computadores, saia do celular, saia daquelas conversar fiadas, saia para que você possa estar a sós com Jesus. Deixe que Ele tire você do meio de toda a confusão que é o mundo.

Abra a mente, abre o coração e todo o seu ser para ser curado por Jesus

Depois, Jesus colocou os dedos nos ouvidos daquele homem. Deixe Jesus tocar seus ouvidos, pois tocá-los é tocar o coração, deixar que a Palavra penetre em você. Quando o barulho do mundo está em você, é possível estar na Igreja, mas a Palavra d'Ele não o toca, porque você está disperso, você está voado, está nos seus problemas, nas suas ocupações e preocupações, não escuta Jesus e a Sua Palavra já não o toca. Então, saia do mundo e deixe, agora, Jesus tocar nos seus ouvidos, porque basta uma Palavra d'Ele, basta uma graça de Jesus para que os seus ouvidos possam se abrir.

Depois, Jesus cuspiu com a saliva e tocou a língua dele. Veja que beleza: a língua daquele homem estava impura, suja, e ele não sabia mais nem clamar pelo nome de Deus. Jesus entrou na intimidade dele, tocou a saliva daquele homem, toca na língua dele.

Deixe-me lhe dizer: deixe Jesus tocar a nossa língua, deixa Jesus abrir a nossa boca para clamarmos o Seu nome, para pronunciarmos a Sua graça, para bendizermos, para adorá-Lo e glorificá-Lo, porque, as vezes, a nossa boca se abre e só diz o que não edifica, e o que não constrói.

Efatá. Abra-te, abra a mente, abre o coração e todo o seu ser para ser curado por Jesus. Os ouvidos daquele homem se abriram, sua língua se soltou e ele começou a falar sem dificuldade. Nós vamos ouvir a Deus e vamos falar de Deus sem dificuldades, se nós deixarmos ser cuidados por Jesus, operados por Ele na Sua graça e no Seu amor.

Deus abençoe você

 

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Facebook/padrerogeramigo
Seja um apoiador do Pocket Terço: apoia.se/pocketterco


Memória de São Cirilo e São Metódio

Hoje celebramos a memória de São Cirilo e Metódio, dois grandes missionários dos povos eslavos. Com suas vidas, ambos testemunharam a realidade da Igreja plenamente católica, unida entre Oriente e Ocidente e profundamente missionária, levando a verdade do Evangelho a todas as nações. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta sexta-feira, dia 14 de fevereiro, e meditemos juntos sobre a catolicidade e missionariedade da Igreja, tão relativizadas nestes tempos em que impera o indiferentismo religioso.





Santo do Dia:

São Cirilo e São Metódio

Nasceu na Grécia, no ano de 826. Vocacionado em busca da verdade, ele estudou, por amor, filosofia e chegou a lecionar. Um homem dado à comunhão ao ponto de ser embaixador, diplomata junto aos povos árabes. Mas tudo isso que tocava a vida de São Cirilo não preenchia completamente o seu coração, porque ele tinha uma vocação à verdade absoluta e queria se consagrar totalmente a ela, a verdade encarnada, Nosso Senhor Jesus Cristo.

São Cirilo abandonou tudo para viver uma grande aventura santa com seu irmão que já era monge: São Metódio. Juntos, movidos pelo Espírito, foram ao encontro dos povos eslavos, conheceram a cultura e se inculturaram. A língua, os costumes, o amor àquele povo, tudo isso foi fundamental para que São Cirilo, juntamente com seu irmão, para que pudessem apresentar o Evangelho vivo, Jesus Cristo.

Devido inovações inspiradas, eles traduziram as liturgias para a língua dos eslavos. Tiveram de ir muitas vezes para Roma e o Papa, percebendo os frutos daquela evangelização, daquela mudança litúrgica, ele pôde discernir o fruto principal que movia aqueles irmãos missionários era o amor àquele povo eslavo e, acima de tudo, o amor a Deus.

Numa dessas viagens para Roma, São Cirilo tinha um pouco mais de 40 anos e ficou enfermo. O Papa quis ordená-lo Bispo, mas Cirilo faleceu. Mas está na glória intercedendo por nós.

São Cirilo e São Metódio, rogai por nós!