Apoiadores do Pocket Terço
Terço com imagens no Youtube
Reze os Mistérios Gozosos com imagens

Memória Facultativa

São Pedro Damião, bispo e doutor da Igreja

Antífona de entrada

Confiei, Senhor, na vossa misericórdia; meu coração exulta porque me salvais. Cantarei ao Senhor pelo bem que me fez. (Sl 12, 6)
Dómine, in tua misericórdia sperávi: exsultávit cor meum in salutári tuo: cantábo Dómino, qui bona tríbuit mihi. Ps. Úsquequo Dómine obliviscéris me in finem? Úsquequo avértis fáciem tuam a me? (Ps. 12, 6 et 1)
Vernáculo:
Confiei, Senhor, na vossa misericórdia; meu coração exulta porque me salvais. Cantarei ao Senhor pelo bem que me fez. (Cf. MR: Sl 12, 6) Sl. Até quando, ó Senhor, me esquecereis? Até quando escondereis a vossa face? (Cf. LH: Sl 12, 1)

Oração do dia

Concedei, ó Deus todo-poderoso, que, procurando conhecer sempre o que é reto, realizemos vossa vontade em nossas palavras e ações. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura (Tg 3, 13-18)


Leitura da Carta de São Tiago


Caríssimos, 13quem dentre vós é sábio e inteligente? Que ele mostre, por seu reto modo de proceder, a sua prática em sábia mansidão. 14Mas se fomentais, no coração, amargo ciúme e rivalidade, não vos glorieis nem procedais em contradição com a verdade. 15Essa não é a sabedoria que vem do alto. Ao contrário, é terrena, materialista, diabólica! 16Onde há inveja e rivalidade, aí estão as desordens e toda espécie de obras más. 17Por outra parte, a sabedoria que vem do alto é, antes de tudo, pura, depois pacífica, modesta, conciliadora, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem fingimento. 18O fruto da justiça é semeado na paz, para aqueles que promovem a paz.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Salmo Responsorial (Sl 18)


℟. Os ensinos do Senhor são sempre retos, alegria ao coração!


— A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes. ℟.

— Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz. ℟.

— É puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente. ℟.

— Que vos agrade o cantar dos meus lábios e a voz da minha alma; que ela chegue até vós, ó Senhor, meu Rochedo e Redentor! ℟.


https://youtu.be/f-zKYVVgru0
℟. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
℣. Jesus Cristo Salvador destruiu o mal e a morte; fez brilhar, pelo Evangelho, a luz e a vida imperecíveis. (Cf. 2Tm 1, 10) ℟.

Evangelho (Mc 9, 14-29)


℣. O Senhor esteja convosco.

℟. Ele está no meio de nós.


℣. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Marcos 

℟. Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, 14descendo Jesus do monte com Pedro, Tiago e João e chegando perto dos outros discípulos, viram que estavam rodeados por uma grande multidão. Alguns mestres da Lei estavam discutindo com eles. 15Logo que a multidão viu Jesus, ficou surpresa e correu para saudá-lo. 16Jesus perguntou aos discípulos: “O que discutis com eles?” 17Alguém da multidão respondeu: “Mestre, eu trouxe a ti meu filho que tem um espírito mudo. 18Cada vez que o espírito o ataca, joga-o no chão e ele começa a espumar, range os dentes e fica completamente rijo. Eu pedi aos teus discípulos para expulsarem o espírito, mas eles não conseguiram”.

19Jesus disse: “Ó geração incrédula! Até quando estarei convosco? Até quando terei de suportar-vos? Trazei aqui o menino”. 20E levaram-lhe o menino. Quando o espírito viu Jesus, sacudiu violentamente o menino, que caiu no chão e começou a rolar e a espumar pela boca. 21Jesus perguntou ao pai: “Desde quando ele está assim?” O pai respondeu: “Desde criança. 22E muitas vezes, o espírito já o lançou no fogo e na água para matá-lo. Se podes fazer alguma coisa, tem piedade de nós e ajuda-nos”.

23Jesus disse: “Se podes!... Tudo é possível para quem tem fé”. 24O pai do menino disse em alta voz: “Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé”. 25Jesus viu que a multidão acorria para junto dele. Então ordenou ao espírito impuro: “Espírito mudo e surdo, eu te ordeno que saias do menino e nunca mais entres nele”. 26O espírito sacudiu o menino com violência, deu um grito e saiu. O menino ficou como morto, e por isso todos diziam: “Ele morreu!” 27Mas Jesus pegou a mão do menino, levantou-o, e o menino ficou de pé.

28Depois que Jesus entrou em casa, os discípulos lhe perguntaram a sós: “Por que nós não conseguimos expulsar o espírito?” 29Jesus respondeu: “Essa espécie de demônios não pode ser expulsa de nenhum modo, a não ser pela oração”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Antífona do Ofertório

Inténde voci oratiónis meae, Rex meus, et Deus meus: quóniam ad te orábo, Dómine. (Ps. 5, 3. 4)


Vernáculo:
Ficai atento ao clamor da minha prece, ó meu Rei e meu Senhor! É a vós que eu dirijo a minha prece. (Cf. LH: Sl 5, 3. 4a)

Sobre as Oferendas

Ao celebrar com reverência vossos mistérios, nós vos suplicamos, ó Deus, que os dons oferecidos em vossa honra sejam úteis à nossa salvação. Por Cristo, nosso Senhor.

Antífona da Comunhão

Senhor, de coração vos darei graças, as vossas maravilhas narrarei! Em vós exultarei de alegria, cantarei ao vosso nome, Deus altíssimo! (Sl 9, 2-3)

Ou:


Senhor, eu creio: tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo, que vieste a este mundo. (Jo 11, 27)
Narrábo ómnia mirabília tua: laetábor, et exsultábo in te: psallam nómini tuo, Altíssime. (Ps. 9, 2. 3; ℣. Ps. 9, 8. 9. 10. 11. 12. 13)
Vernáculo:
Senhor, de coração vos darei graças, as vossas maravilhas cantarei! Em vós exultarei de alegria, cantarei ao vosso nome, Deus Altíssimo! (Cf. MR: Sl 9, 2-3)

Depois da Comunhão

Ó Deus todo-poderoso, concedei-nos alcançar a salvação eterna, cujo penhor recebemos neste sacramento. Por Cristo, nosso Senhor.

Homilia do dia 21/02/2022
Aumenta a minha fé!

"Se podes fazer alguma coisa, tem piedade de nós e ajuda-nos". Jesus disse: "Se podes!... Tudo é possível para quem tem fé". O pai do menino disse em alta voz: "Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé". (Mc 9, 22-24)

Ao descer do monte da Transfiguração, Jesus se depara com um menino desfigurado. De um lado, víramos a humanidade gloriosa de Cristo a participar do esplendor da divindade; de outro, contemplamos a uma humanidade atordoada por Satanás, lançada muitas vezes no fogo e na água. Para curar esse jovem enfermo, Jesus exige uma só coisa: a obediência da fé. "Tudo é possível para o que crê", diz àquele pai desconsolado que, diante da desgraça do filho, parece até duvidar do poder do Senhor: "Se podes fazer alguma coisa"... E no entanto ele roga, humilhado: "Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé". É o que hoje somos convidados a pedir. Com efeito, para nos configurarmos ao Cristo Glorioso, temos de pedir sempre mais e mais fé, com constância e perseverança: é por meio dela que, desapegando-nos dos enganos e seduções deste mundo desfigurado pelo pecado, somos purificados e capacitados a levar, com mais clareza e integridade, a imagem bela e formosa dAquele a cuja semelhança fomos criados.

Deus abençoe você!

Seja um apoiador!
Ajude-nos a manter o Pocket Terço: pocketterco.com.br/ajude

Homilia Diária | Um santo “sem papas na língua” (Memória de São Pedro Damião, Bispo e Doutor)

Educado no contato com a pobreza, reformador primeiro de si mesmo, foi São Pedro Damião um destes homens da Providência, enviados ao mundo quando a Igreja mais necessidade tem de almas santas, de pregadores sem medo das “estruturas de pecado”, dispostos a enfrentar os poderosos da terra para honrar o Evangelho e defender a pureza da Esposa de Cristo.Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta segunda-feira, dia 21 de fevereiro, e conheça a história de São Pedro Damião, Bispo e Doutor da Igreja.


https://youtu.be/AZjE1rBxUGY

Santo do dia 21/02/2022


São Pedro Damião (Memória Facultativa)
Local: Faença, Itália
Data: 21 de Fevereiro † 1072


Antes de ser bispo e cardeal de Óstia, Pedro Damião foi monge do mosteiro da reforma beneditina feita por São Romualdo, os camaldulenses, em Fonte Avellana, na Itália. Na Liturgia, porém, é contado entre os bispos e doutores da Igreja.

Pedro nasceu em Ravena no ano de 1007. De família pobre, muito cedo ficou órfão de pai e depois de não ser bem tratado por um irmão, outro irmão chamado Damião o acolheu e lhe facultou os estudos. Em gratidão, ele assumiu o cognome de "Damião". Aos 25 anos já é professor em Parma e depois em Ravena.

Dado à contemplação e à penitência desde jovem, procurou a perfeição da caridade no mosteiro beneditino de Fonte Avellana, onde levou uma vida de austera penitência. Prior do Mosteiro, promoveu a reforma da vida monástica conclamando os religiosos à estrita observância da Regra. Através de contato com outros mosteiros como o de Montecassino, na Itália, e de Cluny, na França, discutia os mais variados temas da observância regular monástica, criticando duramente, sobretudo, a falta de pobreza de muitos mosteiros.

Grande amigo da solidão e da vida contemplativa, acabou sendo envolvido pelos problemas da Igreja nos inícios do novo milênio, tais como os desmandos da Sé Apostólica, os abusos na vida monástica e clerical. Tornou-se crítico severo da simonia que se servia do dinheiro para comprar funções eclesiásticas e das falhas contra o celibato.

Quase à força, foi feito cardeal e bispo de Óstia. Nesta condição ele ajudou os papas em tempos difíceis, em vista da reforma da Igreja, com sua atividade, seus escritos e no desempenho de embaixadas. Neste sentido ele foi precursor do grande reformador do clero, o papa Gregório VII.

Depois de muitas tentativas de renúncia às suas dignidades eclesiásticas, conseguiu finalmente a permissão do papa Alexandre II de voltar ao seu retiro de Fonte Avellana. Mesmo assim, ainda foi incumbido de outras missões a pedido dos papas. Morreu numa dessas missões no ano de 1072, em Faenza, a caminho de Ravena, sua terra natal.

São Pedro Damião é testemunha de Cristo e do Evangelho de muitos modos. Podemos realçar nele o apelo ao espírito de pobreza, a necessidade da conversão e da penitência, a necessidade de renovação permanente da Igreja, a vida de oração e contemplação, o amor à Igreja de Cristo chamada a ser sua esposa imaculada, todas, exigências do Evangelho.

A Oração coleta apresenta São Pedro Damião como exemplo de total adesão a Cristo e de fervoroso serviço à Igreja: Ó Pai todo-poderoso, dai-nos seguir as exortações e o exemplo de São Pedro Damião, para que, nada antepondo a Cristo, e servindo sempre à vossa Igreja, cheguemos às alegrias da luz eterna.

Referência:
BECKHÄUSER, Frei Alberto. Os Santos na Liturgia: testemunhas de Cristo. Petrópolis: Vozes, 2013. 391 p. Adaptações: Equipe Pocket Terço.

São Pedro Damião, rogai por nós!