Apoiadores do Pocket Terço
Terço com imagens no Youtube
Reze os Mistérios Luminosos com imagens

Memória Facultativa

São Brás, bispo e mártir ou Santo Oscar, bispo

Antífona de entrada

Salvai-nos, Senhor nosso Deus, reuni vossos filhos dispersos pelo mundo, para que celebremos o vosso santo nome e nos gloriemos em vosso louvor. (Sl 105, 47)
Laetétur cor quaeréntium Dóminum: quaérite Dóminum, et confirmámini: quaérite fáciem eius semper. Ps. Confitémini Dómino, et invocáte nomen eius: annuntiáte inter gentes ópera eius. (Ps. 104, 3. 4 et 1)
Vernáculo:
Gloriai-vos em seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus! Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! Sl. Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, anunciai entre as nações seus grandes feitos! (Cf. LH: Sl 104, 3. 4 e 1)

Oração do dia

Concedei-nos, Senhor nosso Deus, adorar-vos de todo o coração, e amar todas as pessoas com verdadeira caridade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura (1Rs 2, 1-4. 10-12)


Leitura do Primeiro Livro dos Reis


1Aproximando-se o fim da sua vida, Davi deu estas instruções a seu filho Salomão: 2“Vou seguir o caminho de todos os mortais. Sê corajoso e porta-te como um homem. 3Observa os preceitos do Senhor, teu Deus, andando em seus caminhos, observando seus estatutos, seus mandamentos, seus preceitos e seus ensinamentos, como estão escritos na lei de Moisés. E assim serás bem-sucedido em tudo o que fizeres e em todos os teus projetos. 4Então o Senhor cumprirá a promessa que me fez, dizendo: ‘Se teus filhos conservarem uma boa conduta, caminhando com lealdade diante de mim, com todo o seu coração e com toda a sua alma, jamais te faltará um sucessor no trono de Israel”’.

10E Davi adormeceu com seus pais e foi sepultado na cidade de Davi. 11O tempo que Davi reinou em Israel foi de quarenta anos: sete anos em Hebron e trinta e três em Jerusalém. 12Salomão sucedeu no trono a seu pai Davi e seu reino ficou solidamente estabelecido.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Salmo Responsorial (1Cr 29, 10-12)


℟. Dominais todos os povos, ó Senhor.


— Bendito sejais vós, ó Senhor Deus, Senhor Deus de Israel, o nosso pai. Desde sempre e por toda a eternidade! ℟.

— A vós pertencem a grandeza e o poder, toda a glória, esplendor e majestade. ℟.

— A vós, Senhor, também pertence a realeza, pois sobre a terra, como rei, vos elevais! Toda glória e riqueza vêm de vós! ℟.

— Sois o Senhor e dominais o universo, em vossa mão se encontra a força e o poder, em vossa mão tudo se afirma e tudo cresce! ℟.

℟. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
℣. Convertei-vos e crede no Evangelho, pois o Reino de Deus está chegado! (Mc 1, 15) ℟.

Evangelho (Mc 6, 7-13)


℣. O Senhor esteja convosco.

℟. Ele está no meio de nós.


℣. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Marcos 

℟. Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, 7Jesus chamou os doze e começou a enviá-los dois a dois, dando-lhes poder sobre os espíritos impuros. 8Recomendou-lhes que não levassem nada para o caminho, a não ser um cajado; nem pão, nem sacola, nem dinheiro na cintura. 9Mandou que andassem de sandálias e que não levassem duas túnicas. 10E Jesus disse ainda: “Quando entrardes numa casa, ficai ali até vossa partida. 11Se em algum lugar não vos receberem, nem quiserem vos escutar, quando sairdes, sacudi a poeira dos pés, como testemunho contra eles!”

12Então os doze partiram e pregaram que todos se convertessem. 13Expulsavam muitos demônios e curavam numerosos doentes, ungindo-os com óleo.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Antífona do Ofertório

Bonum est confitéri Dómino, et psállere nómini tuo, Altíssime. (Ps. 91, 2)


Vernáculo:
Como é bom agradecermos ao Senhor e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo! (Cf. LH: Sl 91, 2)

Sobre as Oferendas

Para vos servir, ó Deus, depositamos nossas oferendas em vosso altar; acolhei-as com bondade, a fim de que se tornem o sacramento da nossa salvação. Por Cristo, nosso Senhor.

Antífona da Comunhão

Mostrai serena a vossa face ao vosso servo e salvai-me pela vossa compaixão! (Sl 30, 17-18)

Ou:


Bem-aventurados os que têm coração de pobre, porque deles é o Reino dos céus. Bem-aventurados os mansos, porque eles possuirão a terra. (Mt 5, 3-4)
Illúmina fáciem tuam super servum tuum, et salvum me fac in tua misericórdia: Dómine, non confúndar, quóniam invocávi te. (Ps. 30, 17. 18; ℣. Ps. 30, 2. 3ab. 3cd. 4. 5. 6. 8ab. 15-16a)
Vernáculo:
Mostrai serena a vossa face ao vosso servo e salvai-me pela vossa compaixão! (Cf. MR: Sl 30, 17)

Depois da Comunhão

Renovados pelo sacramento da nossa redenção, nós vos pedimos, ó Deus, que este alimento da salvação eterna nos faça progredir na verdadeira fé. Por Cristo, nosso Senhor.

Santo do dia 03/02/2022


São Brás (Memória)
Local: Sebaste, Palestina
Data: 03 de Fevereiro † c. 320


Segundo uma tradição, São Brás foi bispo de Sebaste, na Armênia, e morreu mártir sob Licínio, imperador romano de 320 a 324. Desde jovem teria se dedicado à medicina. Diz ainda a lenda que como bispo morava numa caverna, onde todos o procuravam. Como que dotados de inteligência, os animais aguardavam que o santo terminasse sua oração para obter dele a cura de suas doenças. Certo dia, já lançado na prisão, uma pobre mãe lhe trouxe um filhinho quase sufocado por uma espinha de peixe. Brás lhe impôs as mãos, fez o sinal da cruz sobre ele e o curou.

O culto de São Brás foi muito divulgado no Oriente e no Ocidente. No Brasil ele é invocado, sobretudo, contra os males da garganta. A bênção de São Brás, por ocasião de sua memória, liga-se, certamente, ao episódio da cura da criança sufocada por uma espinha.

O modo de se dar a bênção de São Brás é cheio de significado. Não são só as palavras de bênção: Pela intercessão de São Brás, bispo e mártir, o Senhor te livre do mal da garganta e de todo o mal. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. A bênção é invocada pela intercessão de São Brás, bispo e mártir. O testemunho de São Brás é expresso pelas duas velas acesas em forma de cruz junto ao pescoço da pessoa.

Temos, pois, velas acesas em forma de cruz. As velas. enquanto se consomem, iluminam. Foi o que fez São Brás como bispo e como mártir. A cruz já é testemunho do batismo. As velas que se consomem também é símbolo do martírio. As velas que iluminam simbolizam a pregação do bispo, servo e anunciador da Palavra de Deus.

As velas acesas diante da face são fascinantes, sobretudo, para as crianças. Como brilham os olhos delas quando o sacerdote segura as velas diante do pescoço da criança. Não deveríamos ter medo do uso das velas acesas. Elas apagadas ofuscam bastante o sentido do rito.

A bênção de São Brás pode ser um belo momento de compreensão maior do Culto dos Santos em geral e, particularmente, dos bispos e mártires.

Referência:
BECKHÄUSER, Frei Alberto. Os Santos na Liturgia: testemunhas de Cristo. Petrópolis: Vozes, 2013. 391 p. Adaptações: Equipe Pocket Terço.