Primeira Leitura (Êx 3,13-20)


Leitura do Livro do Êxodo.

Naqueles dias, ouvindo a voz do Senhor no meio da sarça, 13Moisés disse a Deus: “Sim, eu irei aos filhos de Israel e lhes direi: ‘O Deus de vossos pais enviou-me a vós’. Mas, se eles perguntarem: ‘Qual é o seu nome?’ o que lhes devo responder?”

14Deus disse a Moisés: “Eu sou aquele que sou”. E acrescentou: “Assim responderás aos filhos de Israel: ‘Eu sou enviou-me a vós’”.

15E Deus disse ainda a Moisés: “Assim dirás aos filhos de Israel: ‘O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó, enviou-me a vós’. Este é o meu nome para sempre, e assim serei lembrado de geração em geração. 16Vai, reúne os anciãos de Israel e dize-lhes: ‘O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó, apareceu-me, dizendo: Eu vos visitei e vi tudo o que vos sucede no Egito. 17E decidi tirar-vos da opressão do Egito e conduzir-vos à terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus, a uma terra onde corre leite e mel.

18Eles te escutarão e tu, com os anciãos de Israel, irás ao rei do Egito e lhe direis: O Senhor, o Deus dos hebreus, veio ao nosso encontro. E, agora, temos de ir, a três dias de marcha no deserto, para oferecermos sacrifícios ao Senhor nosso Deus’.

19Eu sei, no entanto, que o rei do Egito não vos deixará partir, se não for obrigado por mão forte. 20Por isso, estenderei minha mão e castigarei o Egito com toda a sorte de prodígios que vou realizar no meio deles. Depois disso, o rei do Egito vos deixará partir”.


— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Responsório (Sl 104,1.5-27)


— O Senhor se lembra sempre da Aliança.

— O Senhor se lembra sempre da Aliança.

— Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, anunciai entre as nações seus grandes feitos! Lembrai as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!

— Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac.

— Deus deu um grande crescimento a seu povo e o fez mais forte que os próprios opressores. Ele mudou seus corações para odiá-lo, e trataram com má-fé seus servidores.

— Então mandou Moisés, seu mensageiro, e igualmente Aarão, seu escolhido; por meio deles realizou muitos prodígios e, na terra do Egito, maravilhas.


Evangelho (Mt 11,28-30)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: 28“Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. 29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Homilia: A mansidão de Jesus cura o nosso coração

Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso” (Mateus 11,28).

O convite de Jesus é para todos nós que nos encontramos tão cansados. O fardo da vida não tem sido leve para ninguém, e como nos cansa todas as situações com as quais lidamos a cada dia de nossa existência!

A nossa fadiga não é tanto física, porque o cansaço físico nos revigora, ele puxa as nossas energias. Para o atleta que corre, aquele que pratica esportes, o trabalho físico e braçal faz bem, mas ele precisa ter cuidado, porque cansa quando é feito excessivamente, e não se sabe, sobretudo, observar a necessidade do descanso, do repouso.

Há a fadiga mental, há a sobrecarga emocional, e todos nós estamos nos sobrecarregando emocional e excessivamente. Quando as sobrecargas emocionais pesam sobre nós, elas derrubam o nosso físico, a nossa estabilidade emocional, então, tornamo-nos intelectualmente cansados na mente e no raciocínio, porque as nossas emoções estão abaladas.


Com a humildade e mansidão do coração de Jesus, o nosso coração é curado de todas as fadigas emocionais

Jesus está nos oferecendo o Seu coração, porque é o coração que cuida e é onde reside as nossas emoções. Precisamos de muita saúde emocional, e é Jesus quem está nos dando e nos oferecendo, é Jesus quem quer cuidar do nosso coração, porque Ele sabe o quanto estamos nos fatigando em tudo aquilo que estamos realizando, aquilo que passamos, as sobrecargas que temos, o peso das responsabilidades, as decepções, as mágoas, as frustrações e decepções, a falta de êxito nisso e naquilo, as sobrecargas que os outros colocam sobre nós, o excesso de confiança que temos nesta ou naquela situação... Depois de tudo isso, vêm as decepções; e como fica arrasado o nosso coração, como fica sobrecarregada a nossa mente!

Facilmente, perdemos o nosso sono, irritamo-nos, brigamos, gladiamo-nos uns com os outros. Tudo isso é resultado da sobrecarga emocional tão instável que paira sobre nós.

Jesus tem um remédio, Ele nos chama para irmos até Ele, porque precisamos estar n’Ele, porque Ele nos dará o repouso e o descanso. Precisamos, no entanto, pegar o jugo de Jesus. E o jugo é, justamente, o peso daquilo que nós carregamos. O segredo de Jesus é aprender d’Ele. E o que aprendemos d’Ele? Que Ele é manso e humilde de coração, e precisamos aprender a humildade e a mansidão de coração. O coração violento, atribulado, fatigado, coração que revida, briga, que se entusiasma facilmente, mas coração que, emocionalmente, logo desiste das coisas.

Precisamos da têmpera da mansidão, precisamos da humildade que pondera todas as coisas dentro de nós, para cortar os excessos que temos inflamados de orgulho, soberba, de sentimentos de grandeza, porque com a humildade e mansidão do coração de Jesus o nosso coração é curado de todas as fadigas emocionais que experimentamos ao longo desta vida.

Deus abençoe você!

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Facebook/padrerogeramigo
Seja um apoiador do Pocket Terço: apoia.se/pocketterco


O leve fardo do amor (Homilia Diária 1215)



Santo do Dia:

São Francisco Solano, buscava evangelizar a muitos

Nasceu na Espanha no ano de 1549. Sua formação passou pelo colégio jesuíta, ingressando mais tarde na Ordem Franciscana. Prestou ali muitos serviços, mas seu grande desejo era a evangelização para muitos. Foi quando deixou a Europa e foi para a América Latina.

Chegou em Lima (Peru), evangelizando também pela Argentina, Chile, Paraguai, Andes etc. Tudo isso em busca de evangelizar a muitos.

Francisco Solano consumiu-se na evangelização. Por obediência voltou a Lima para ser, dentro da Ordem, um formador de novos evangelizadores.

Solano faleceu com 61 anos pronunciando palavras de louvor ao Senhor: “Deus seja bendito!”

Quem se consome pelas almas, tem a certeza de que Deus foi glorificado.

São Francisco Solano, rogai por nós!