Apoiadores do Pocket Terço
Terço com imagens no Youtube
Reze os Mistérios Luminosos com imagens

Antífona de entrada

Houve um homem enviado por Deus: o seu nome era João. Veio dar testemunho da luz e preparar para o Senhor um povo bem-disposto a recebê-lo. (Jo 1, 6-7; Lc 1, 17)
De ventre matris meae vocávit me Dóminus nómine meo: et pósuit os meum ut gládium acútum: sub teguménto manus suae protéxit me, pósuit me quasi sagíttam eléctam. Ps. Bonum est confitéri Dómino: et psállere nómini tuo, Altíssime. (Is. 49, 1. 2; Ps. 91)
Vernáculo:
Desde o ventre de minha mãe, pronunciou o meu nome. Fez de minha boca uma espada afiada, protegeu-me à sombra de sua mão, fez de mim como uma seta escolhida. (Cf. Bíblia CNBB: Is 49, 1. 2) Sl. Como é bom agradecermos ao Senhor e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo! (Cf. LH: Sl 91, 1)

Glória

Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados.
Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo poderoso.
Nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória.
Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus pai, Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica.
Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós.
Só Vós sois o Santo, só Vós, o Senhor, Só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai.
Amém.

Oração do dia

Ó Deus, que suscitastes São João Batista a fim de preparar para o Senhor um povo perfeito, concedei à vossa Igreja as alegrias espirituais e dirigi nossos passos no caminho da salvação e da paz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura (Is 49, 1-6)


Leitura do Livro do Profeta Isaías


Nações marinhas, ouvi-me, povos distantes, prestai atenção: o Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome; 2fez de minha palavra uma espada afiada, protegeu-me à sombra de sua mão e fez de mim uma flecha aguçada, escondida em sua aljava, 3e disse-me: “Tu és o meu Servo, Israel, em quem serei glorificado”. 4E eu disse: “Trabalhei em vão, gastei minhas forças sem fruto, inutilmente; entretanto o Senhor me fará justiça e o meu Deus me dará recompensa”. 5E agora diz-me o Senhor – ele que me preparou desde o nascimento para ser seu Servo – que eu recupere Jacó para ele e faça Israel unir-se a ele; aos olhos do Senhor esta é a minha glória. 6Disse ele: “Não basta seres meu Servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os remanescentes de Israel: eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até aos confins da terra”.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Salmo Responsorial (Sl 138)


℟. Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes!


— Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto; de longe penetrais meus pensamentos; percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus caminhos vos são todos conhecidos. ℟.

— Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes! ℟.

— Até o mais íntimo, Senhor, me conheceis; nenhuma sequer de minhas fibras ignoráveis, quando eu era modelado ocultamente, era formado nas entranhas subterrâneas. ℟.



https://youtu.be/K-rPZh0Q9XY

Segunda Leitura (At 13, 22-26)


Leitura dos Atos dos Apóstolos


Naqueles dias, Paulo disse: 22“Deus fez surgir Davi como rei e assim testemunhou a seu respeito: ‘Encontrei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que vai fazer em tudo a minha vontade’. 23Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um Salvador, que é Jesus.

24Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. 25Estando para terminar sua missão, João declarou: ‘Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede: depois de mim vem aquele, do qual nem mereço desamarrar as sandálias’. 26Irmãos, descendentes de Abraão, e todos vós que temeis a Deus, a nós foi enviada esta mensagem de salvação”.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


℟. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
℣. Serás chamado, ó menino, o profeta do Altíssimo: irás diante do Senhor, preparando-lhe os caminhos. (Lc 1, 76) ℟.

Evangelho (Lc 1, 57-66. 80)


℣. O Senhor esteja convosco.

℟. Ele está no meio de nós.


℣. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Lucas 

℟. Glória a vós, Senhor.


Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. 58Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel, e alegraram-se com ela. 59No oitavo dia, foram circuncidar o menino, e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 60A mãe, porém, disse: “Não! Ele vai chamar-se João”.

61Os outros disseram: “Não existe nenhum parente teu com esse nome!” 62Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse. 63Zacarias pediu uma tabuinha, e escreveu: “João é o seu nome”. E todos ficaram admirados. 64No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. 65Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judeia. 66E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando: “O que virá a ser este menino?” De fato, a mão do Senhor estava com ele. 80E o menino crescia e se fortalecia em espírito. Ele vivia nos lugares desertos, até ao dia em que se apresentou publicamente a Israel.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Creio

Creio em Deus Pai Todo-Poderoso,
Criador do céu e da terra;
e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor;
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo;
nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado.
Desceu à mansão dos mortos;
ressuscitou ao terceiro dia;
subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos;
creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna.
Amém.

Antífona do Ofertório

Iustus ut palma florébit: sicut cedrus, quae in Líbano est, multiplicábitur. (Ps. 91, 13)


Vernáculo:
O justo crescerá como a palmeira, florirá igual ao cedro que há no Líbano. (Cf. LH: Sl 91, 13)

Sobre as Oferendas

Ó Deus, acorremos ao altar com os nossos dons, celebrando com a devida honra o nascimento de São João Batista, que anunciou a vinda do Salvador do mundo, e o mostrou presente entre os homens. Por Cristo, nosso Senhor.

Antífona da Comunhão

Graças ao entranhado amor do nosso Deus, visitou-nos a luz que vem do alto. (Lc 1, 78)
Tu, puer, prophéta Altíssimi vocáberis: praeíbis enim ante fáciem Dómini paráre vias eius. (Lc. 1, 76; ℣. Cant. Benedíctus: Lc. 1, 68. 69. 70. 71. 72. 73. 74. 75. 77. 78. 79)
Vernáculo:
E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, pois irás à frente do Senhor preparando os seus caminhos. (Cf. Bíblia CNBB: Lc 1, 76)

Depois da Comunhão

Restaurados, ó Deus, à mesa do Cordeiro divino, concedei que a vossa Igreja, alegrando-se pelo nascimento de São João Batista, reconheça no Cristo, por ele anunciado, aquele que nos faz renascer. Por Cristo, nosso Senhor.

Homilia do dia 23/06/2022
João é o seu nome

Concebido em pecado como os demais homens, o Batista recebeu, antes mesmo de nascer, a graça redentora dAquele cujos caminhos prepararia e o Espírito Santo que, pouco tempo depois, nos seria enviado em nome de Cristo.

São João Batista, o Precursor do Senhor, precedeu também a toda a humanidade pelo mistério que hoje celebramos: a sua justificação no ventre de Santa Isabel. É por este motivo que a Igreja comemora-lhe a natividade; de fato, além dele, de Nossa Senhora e de Cristo, nenhuma outra personagem, quer do Antigo, quer do Novo Testamento, tem celebrada a sua data de nascimento. A memória que faz a Liturgia dos demais santos recai, de ordinário, no dia de sua morte, que é como um novo nascimento, um nascimento para a glória do céu. Cristo, por ser o Redentor, foi impecável antes mesmo de seu santíssimo e milagroso Natal; a Virgem Maria, para ser digna Mãe de Deus, foi preservada imune de toda mancha de pecado desde o primeiro instante de sua concepção no seio de Sant'Ana; e São João Batista, devido ao singular papel por ele exercido na economia da Salvação, embora tenha sido concebido em iniquidade, como todos os outros homens, foi redimido e santificado quando da visita de Nossa Senhora à sua mãe.

"Assim que a voz de tua saudação chegou aos meu ouvidos" — diz Isabel, cheia do Espírito Santo, à Imaculada —, "a criança estremeceu no meu ventre", acontecimento que a Igreja sempre reconheceu como o primeiro milagre na ordem da graça. Por esta razão, celebrar hoje a natividade de São João Batista é render graças a Deus pela misericórdia que Ele derramou sobre o escolhido para endireitar as veredas do Senhor (cf. Is 40, 3; Lc 3, 4), pregando um batismo de arrependimento para a remissão dos pecados (cf. Lc 3, 3). A solenidade deste dia, além disso, deve infundir-nos uma confiança ainda maior na intercessão da Virgem Santíssima, da qual o Pai quis servir-se como de um instrumento para levar a graça do Espírito Santo ao maior entre os nascidos de mulher (cf. Mt 11, 11; Lc 7, 28). Recorramos confiadamente ao Imaculado Coração de Maria e peçamos-lhe que, assim como conduziu até o Batista Aquele cujos caminhos ele havia de preparar, traga também a nós o Filho do qual procede o Espírito Consolador, sem cujo auxílio nada há no homem, nada que seja inocente. — São João Batista, rogai por nós! Imaculado Coração de Maria, intercedei por nós!

Deus abençoe você!

Seja um apoiador!
Ajude-nos a manter o Pocket Terço: pocketterco.com.br/ajude

Homilia Diária | Muito mais que um nascimento (Solenidade da Natividade de São João Batista)

Celebrar a natividade de João Batista é recordar o primeiro milagre na ordem da graça que, por intercessão de Maria, o Pai dos céus se dignou realizar: a santificação do Batista no ventre de Isabel. Concebido em pecado como os outros homens, São João recebeu, antes de vir à luz, a graça redentora daquele cujos caminhos prepararia, assim como o Espírito Santo que, pouco depois, nos seria enviado de junto do Pai por Nosso Senhor.Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta quinta-feira, dia 23 de junho, e demos graças a Deus por nos ter feito nascer em um tempo em que já é realidade viva e vivificante o que o Precursor pôde apenas anunciar e preparar em figuras.


https://youtu.be/hkBViYKuICI

Santo do dia 23/06/2022


Natividade de São João Batista (Solenidade)
Local: Jordânia
Data: 24 de Junho (antecipada este ano para o dia 23)


Cinco séculos já haviam passado sem que se suscitasse profeta em Israel. Por quê? Porque a vinda daquele que os profetas haviam anunciado estava próxima.
Estava para vir o Deus da paz. Todos o esperavam. Não somente os judeus, mas os gentios também. Nessa expectativa geral, eram sobretudo os justos que redobravam as preces e votos.
Havia outro homem em Jerusalém. Chamava-se Simeão. Justo e piedoso, esperava a consolação de Israel. O Espírito Santo, que nele fazia morada fê-lo saber que não veria a morte antes de ver a Jesus, o Cristo. Na mesma esperança, uma santa viúva, Ana a profetisa, não abandonava o templo, onde jejuava e orava dia e noite.
O sacerdote Zacarias, oferecendo o incenso diante do santuário, vira um anjo, o anjo que lhe anunciou que seria pai do Precursor, profeta que precederia imediatamente ao Senhor. Zacarias disse ao anjo: - Como conhecerei isto? Porque sou velho, e minha mulher está avançada em anos. Respondendo o anjo, disse-lhe: - Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus; e fui enviado para te falar e te dar esta boa nova. Eis que ficarás mudo, e não poderás falar até o dia em que estas coisas sucedam, visto que não acreditaste nas minhas palavras, que se hão de cumprir a seu tempo" (Lc 1, 18-20).
E o povo, saindo Zacarias do templo, percebeu que vira misteriosa aparição. E a esperança de conhecer em breve o Messias nasceu em todos os corações, confortadoramente. A misteriosa aparição de Zacarias começou a revelar-se. E um filho lhe nasceu de Isabel. Quem era aquela criança? Contavam-se dela coisas maravilhosas. Uma virgem de Narazé fora saudar a mãe. À saudação, estremecera ele de alegria nas entranhas maternas. E a mãe, cheia do Espírito Santo, profetizou da virgem de Nazaré coisas extraordinárias.
Quem era aquela criança? Que nome lhe daria? Não teria o nome do pai, Zacarias, que quer dizer lembrança de Deus, mas João, ou seja, cheio de graça. E logo ao pai se lhe soltou a língua, e cheio do Espírito Santo, profetizou, dizendo o famoso hino "Benedictus" (Lc 1, 68-79).
Na ausência de indicações exatas da parte de São Lucas, é difícil precisar a idade com que São João Batista buscou o deserto. É provável que, embora jovem, estava o santo Precursor suficientemente apto para prover-se a si próprio, e o que leva a crer que contava de dez a doze anos. Os pais, naturalmente, já haviam falecido.
Que vida levava São João no deserto? Diz o padre Buzy: "É inútil demorar-se a descrever o gênero de vida do Precursor no deserto... É certo que o precoce anacoreta viveu por conta da divina Providência".
Mais adiante, comenta: "Algumas ervas na primavera, raízes, mel, frutas silvestres, tais eram, pouco mais ou menos, as riquezas de que fruia. Mas se o corpo era tratado com rigor, a alma alimentava-se abundantemente com os divinos festins da oração e da reflexão".

Referência:
ROHRBACHER, Padre. Vida dos santos: Volume XI. São Paulo: Editora das Américas, 1959. Edição atualizada por Jannart Moutinho Ribeiro; sob a supervisão do Prof. A. Della Nina. Adaptações: Equipe Pocket Terço. Disponível em: obrascatolicas.com. Acesso em: 21 jun. 2021.

São João Batista, rogai por nós!