Nome: São Benjamim (Memória Facultativa)
Local: Argol, Irã
Data: 31 de Março † c. 420

Isdegerd, filho de Sapor III, impôs um fim às cruéis perseguições contra os cristãos na Pérsia, que haviam começado com Sapor II. A Igreja desfrutou de doze anos de paz naquele reino, quando em 420 foi perturbada pelo zelo indiscreto de Abdas, um bispo cristão que queimou o Templo do Fogo (Atar), a grande divindade persa. Por conta disso, o Rei Isdegerd demoliu todas as igrejas cristas na Pérsia, ordenou a morte de Abdas e promoveu uma grande perseguição contra a Igreja, que se seguiu por quarenta anos com grande fúria. Isdegerd morreu no ano seguinte, em 421, mas seu filho e sucessor Varanes prosseguiu com a perseguição, de um modo ainda mais desumano. O próprio relato das crueldades que exerceu sobre os cristãos nos horroriza.

Entre os gloriosos soldados de Cristo estava São Benjamin, um diácono. O tirano mandou que ele fosse espancado e aprisionado. Ficou trancafiado por um ano na masmorra, quando o embaixador de um imperador conseguiu sua soltura sob a condição de que jamais falasse a respeito de religião com nenhum cortesio. O embaixador transmitiu a mensagem de que ele acataria a ordem: mas Benjamim, embaixador por sua vez do Evangelho, declarou que não perderia uma única oportunidade de anunciar o Cristo. O rei, sendo informado de que ele ainda pregava a fé em seu país, ordenou sua prisão e mandou que lhe trespassassem varas entre as unhas e a carne das mãos e pés, e que as estocassem nas partes mais macias, repetidas vezes, com extrema violência. Por fim, enfiaram-lhe uma estaca nodosa que rasgou e dilacerou suas vísceras, e em tal tormento ele enfim expirou, no ano de 424.

REFLEXÃO

Imploramo-vos, é santíssimos mártires, que alegremente sofrestes as cruéis tormentos por Deus Nosso Salvador e Seu amor, em vista dos quais agora vos encontrais com Ele em união tão intima e familiar, que rogueis ao Senhor por nós, miseráveis pecadores cobertos de imundícia, para que nos infunda a graça de Cristo, a fim de que ilumine nossas almas e nos permita amá-lo.

BUTLER, Alban. Vida dos Santos: para todos os dias do ano. Dois Irmãos, RS: Minha Biblioteca Católica, 2021. 560 p. Tradução de: Emílio Costaguá. Adaptação: Equipe Pocket Terço.

Para mais terços, novenas e orações de vários santos, baixe o aplicativo Pocket Terço em seu Android ou iPhone.