Primeira Leitura (Is 11,1-10)

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

Naquele dia, 1nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; 2sobre ele repousará o Espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e fortaleza, espírito de ciência e temor de Deus; 3no temor do Senhor, encontra ele seu prazer. Ele não julgará pelas aparências que vê nem decidirá somente por ouvir dizer; 4mas trará justiça para os humildes e uma ordem justa para os homens pacíficos; fustigará a terra com a força da sua palavra e destruirá o mau com o sopro dos lábios. 5Cingirá a cintura com a correia da justiça e as costas com a faixa da fidelidade. 6O lobo e o cordeiro viverão juntos, e o leopardo deitar-se-á ao lado do cabrito; o bezerro e o leão comerão juntos, e até mesmo uma criança poderá tangê-los. 7A vaca e o urso pastarão lado a lado, enquanto suas crias descansam juntas; o leão comerá palha com o boi; 8a criança de peito vai brincar em cima do buraco da cobra venenosa; e o menino desmamado não temerá pôr a mão na toca da serpente. 9Não haverá danos nem mortes por todo o meu santo monte: a terra estará tão repleta do saber do Senhor quanto as águas que cobrem o mar. 10Naquele dia, a raiz de Jessé se erguerá como um sinal entre os povos; hão de buscá-la as nações, e gloriosa será a sua morada.


— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Responsório (Sl 71)

— Nos seus dias, a justiça florirá; paz em abundância, para sempre.

— Nos seus dias, a justiça florirá; paz em abundância, para sempre.

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres!

— Nos seus dias, a justiça florirá e grande paz até que a lua perca o brilho! De mar a mar estenderá o seu domínio, e desde o rio até os confins de toda a terra!

— Libertará o indigente que suplica, e o pobre ao qual ninguém quer ajudar. Terá pena do indigente e do infeliz, e a vida dos humildes salvará.

— Seja bendito o seu nome para sempre, e que dure como o sol sua memória! Todos os povos serão nele abençoados, todas as gentes cantarão o seu louvor!


Evangelho (Lc 10,21-24)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

21Naquele momento Jesus exultou no Espírito Santo e disse: “Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. 22Tudo me foi entregue pelo meu Pai. Ninguém conhece quem é o Filho, a não ser o Pai; ninguém conhece quem é o Pai, a não ser o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar”. 23Jesus voltou-se para os discípulos e disse-lhes em particular: “Felizes os olhos que veem o que vós vedes! 24Pois eu vos digo que muitos profetas e reis quiseram ver o que estais vendo, e não puderam ver; quiseram ouvir o que estais ouvindo, e não puderam ouvir”.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Homilia: O Espírito de Jesus conduz a nossa vida

Nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; sobre Ele repousará o Espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e fortaleza, espírito de ciência e temor de Deus; no temor do Senhor, encontra ele seu prazer” (Is 11, 1-3).

 

Isaías está profetizando a respeito de Jesus: Sobre esse tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; sobre Ele repousará o Espírito do Senhor”. A graça é contemplar esse Espírito do Senhor em Jesus, porque, esse menino que nos é dado, que nasce para ser o nosso salvador, repousa sobre Ele a graça que traz sabedoria, discernimento, conselho, fortaleza, piedade e todos os dons divinos que operam a salvação e a restauração da humanidade.

Jesus, como o ungido do Pai, sobre Ele repousa a graça e, a graça que está n’Ele, se espalha sobre todos nós.

Precisamos nos aproximar de Jesus, nos unir a Jesus para que Ele esteja em nós e sejamos a comunicação da graça d'Ele para o mundo. Precisamos que o Espírito de Jesus esteja em nós para nos dar os dons que tanto precisamos, para sermos salvos e salvarmos os nossos; salvarmos nossa casa, nossa família e o mundo em que estamos.

O mundo tem sede de sabedoria, mas não basta a sabedoria humana, é a sabedoria divina que nos encaminha e nos salva. O mundo se dirige pela ciência, mas não basta a ciência humana. Precisamos da ciência divina que penetra todas as coisas e nos dá o sentido mais profundo da alma.


Precisamos que o Espírito de Jesus esteja em nós para nos dar os dons que tanto precisamos

O mundo exalta os fortes, mas não é a fortaleza dos músculos humanos, é a fortaleza da alma, do Espírito, do coração que nos dá a resiliência diante de tantas fraquezas e deficiências no mundo em que estamos.

É o Espírito de Jesus que nos dá o conselho, mas não é o conselho de aconselhar apenas aqui ou acolá. É o conselho de nos dirigir, nos orientar, de nos governar, de nos apontar o caminho.

É o Espírito Santo que nos dá o verdadeiro temor que não se confunde com temores do mundo, com os medos que muitos penetram em nossa alma, em nosso coração. Aqui é o temor do amor a Deus acima de todas as coisas; é o temor do respeito para com Deus; para com aquilo que é sagrado e para com a confiança que devemos depositar n’Ele porque é Ele quem nos salva.

Coloquemos no Senhor a nossa confiança porque é Ele quem nos salva.
Esse menino que nós adoramos e contemplamos, é o nosso Salvador. Que o Espírito, que repousa sobre Ele, possa nos conduzir a cada dia da nossa vida.

Deus abençoe você!

 

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Facebook/padrerogeramigo
Seja um apoiador do Pocket Terço: apoia.se/pocketterco


Memória de São Francisco Xavier, Presbítero

Deus, cuja vontade é que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade, oferece a cada um os auxílios suficientes à conversão. No entanto, esta graça, que encontra tanta resistência em corações endurecidos pelo pecado e obscurecidos por incontáveis erros, dificilmente se tornará eficaz se nós, cristãos, chamados por Cristo a evangelizar o mundo, não arregaçarmos a manga, sairmos do nosso comodismo e, sem medo, falarmos a todos da verdade do Evangelho e da salvação que só se encontra em Cristo Jesus. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta terça-feira, dia 3 de dezembro, e que São Francisco Xavier nos tome hoje “pela goela”, sacuda-nos da nossa inércia e nos alcance, por seus méritos e preces, a graça de um espírito missionário.





Santo do Dia:

São Francisco Xavier, grande santo missionário

A Igreja que na sua essência é missionária, teve no século XV e XVI um grande impulso do Espírito Santo para evangelizar a América e o Oriente. No Oriente, São Francisco Xavier destacou-se com uma santidade que o levou a ousadia de fundar várias missões, a ponto de ser conhecido como “São Paulo do Oriente”. Francisco nasceu no castelo de Xavier, na Espanha, a 7 de abril de 1506, sofreu com a guerra, onde aprendeu a nobreza e a valentia; com dezoito anos foi para Paris estudar, tornando-se doutor e professor.

Vaidoso e ambicioso, buscava a glória de si até conhecer Inácio de Loyola, com quem fez amizade; e que sempre repetia ao novo amigo: “Francisco, que adianta o homem ganhar o mundo inteiro se perder a sua alma?” Com o tempo, e intercessão de Inácio, o coração de Francisco foi cedendo ao amor de Jesus, até que entrou no verdadeiro processo de conversão; o resultado se vê no fato de ter se tornado cofundador da Companhia de Jesus.

Já como Padre, e empenhado no caminho da santidade, São Francisco Xavier foi designado por Inácio a ir em missão para o Oriente. Na Índia, fez frutuoso trabalho de evangelização que abrangeu todas as classes e idades, ao avançar para o Japão, submeteu-se em aprender a língua e os seus costumes, a fim de anunciar um Cristo encarnado. Ambicionando a China para Cristo, pôs-se a caminho, mas em uma ilha frente a sua nova missão, veio a falecer por causa da forte febre e cansaço.

Esse grande santo missionário entrou no Céu com quarenta e seis anos, e percorreu grandes distâncias para anunciar o Evangelho, tanto assim que se colocássemos em uma linha suas viagens, daríamos três vezes a volta na Terra. São Francisco Xavier, com dez anos de apostolado, tornou-se merecidamente o Patrono Universal das Missões ao lado de Santa Teresinha do Menino Jesus.

São Francisco Xavier, rogai por nós!