Primeira Leitura (At 1,12-14)


Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Depois que Jesus subiu ao céu, 12os apóstolos voltaram para Jerusalém, vindo do monte das Oliveiras, que fica perto de Jerusalém, a mais ou menos um quilômetro. 13Entraram na cidade e subiram para a sala de cima, onde costumavam ficar.

Eram Pedro e João, Tiago e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão Zelota e Judas, filho de Tiago.

14Todos eles perseveravam na oração em comum, junto com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus.


— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Responsório (Lc 1,46s.)


— O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— A minh’alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador.

— Pois ele viu a pequenez de sua serva, desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas e Santo é o seu nome!

— Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam. Demonstrou o poder de seu braço, dispersou os orgulhosos.

— Derrubou os poderosos de seus tronos e os humildes exaltou. De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos.

— Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.


Evangelho (Lc 1,26-38)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”

29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.

34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”.

38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Homilia: O Santo Rosário combate os terrores da nossa alma

O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus” (Lucas 1,30).

Hoje, temos a graça de celebrar Nossa Senhora do Rosário, que também é chamada de Nossa Senhora das Vitórias ou Nossa Senhora das Batalhas.

Maria é aquela que vai batalhando e combatendo conosco,e a arma daqueles que caminham com ela é o Santo Rosário. Termos o Santo Terço, no coração rezado e vivido, é termos a companhia da bem-aventurada, a sempre Virgem Maria.

O que é o Santo Rosário? É a contemplação dos mistérios fundamentais da nossa fé. O terço não é o que muitos pensam, uma repetição sem fim das orações da Ave-Maria e do Pai-Nosso. Essas orações são panos de fundo, como se fosse aquela música instrumental, cobrindo aquilo que estamos meditando, aquilo que estamos fazendo, que é mergulhar na nossa fé.

Cada um dos mistérios do Santo Rosário é uma luz para a nossa vida, desde o primeiro deles, quando o Arcanjo Gabriel visitou Maria, até o último mistério glorioso, quando ela foi assunta ao Céu de corpo e alma.


A arma daqueles que caminham com Maria é o Santo Rosário

A vida de Maria e de seu Filho Jesus é luz para a nossa vida. Há alguns elementos importantes para o Santo Rosário, e o primeiro deles é uma oração de cura e libertação das mais maravilhosas que conheço.

Vivemos tempos em que precisamos combater a ansiedade, o medo e essa agitação interior em nós. O Rosário meditado e contemplado acalma o nosso coração, cura a nossa ansiedade, vence os nossos medos, combate os terrores da alma e do nosso interior.

Os nossos grandes combates não são fora, são dentro do nosso próprio interior. Em cada Ave-Maria repetida, em cada mistério meditado e contemplado, estamos trazendo paz para a nossa alma, estamos nos aproximando, cada vez mais, de Deus e trazendo o Céu para o meio de nós.

Não desistamos de rezar e meditar o Santo Terço individualmente ou em família. Penso que, pelo menos, uma vez por semana, as famílias deveriam se reunir para rezar o Santo Terço. Pai e mãe devem tomar atitudes assim. Por que você espera a sua família se perder para depois tentar salvá-la?

Há inúmeros testemunhos que demonstram a força renovadora que o Rosário exerce no meio das famílias.

No dia de hoje, celebramos a Festa de Nossa Senhora do Rosário, porque o dia de hoje lembra aquela batalha de 1571, a batalha de Lepanto, quando os cristãos pareciam derrotados – porque, belicamente, não tinham condições de vencer –, mas venceram, porque rezaram o Santo Terço.

A nossa vitória está em contemplar e meditar a vida de Cristo e da Virgem Maria no meio de nós.

Deus abençoe você!

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Facebook/padrerogeramigo
Seja um apoiador do Pocket Terço: apoia.se/pocketterco


Memória de Nossa Senhora do Rosário
Celebramos hoje a memória de Nossa Senhora do Rosário, devoção que, graças a Deus, tem sido redescoberta nos últimos tempos, não sem um esforço da própria Virgem Maria, que em várias aparições recentes insiste na importância de rezar todos os dias o Santo Terço. Mas a que se deve, afinal, a importância desta devoção, que para muita gente não passa da repetição aborrecida de fórmulas prontas e engessadas? Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta segunda-feira, dia 7 de outubro, e descubra a riqueza maravilhosa do Santo Terço, um caminho certo e fácil para a meditação e o progresso na caridade!



Santo do Dia:

Nossa Senhora do Rosário

Esta festa foi instituída pelo Papa Pio V em 1571, quando celebrou-se a vitória dos cristãos na batalha naval de Lepanto. Nesta batalha os cristãos católicos, em meio a recitação do Rosário, resistiram aos ataques dos turcos otomanos vencendo-os em combate.

A celebração de hoje convida-nos à meditação dos Mistérios de Cristo, os quais nos guiam à Encarnação, Paixão, Morte e Ressurreição do Filho de Deus.

A origem do Rosário é muito antiga, pois conta-se que os monges anacoretas usavam pedrinhas para contar o número das orações vocais. Desta forma, nos conventos medievais, os irmãos leigos dispensados da recitação do Saltério (pela pouca familiaridade com o latim), completavam suas práticas de piedade com a recitação de Pai-Nossos e, para a contagem, o Doutor da Igreja São Beda, o Venerável (séc. VII-VIII), havia sugerido a adoção de vários grãos enfiados em um barbante.

Na história também encontramos Maria que apareceu a São Domingos e indicou-lhe o Rosário como potente arma para a conversão: “Quero que saiba que, a principal peça de combate, tem sido sempre o Saltério Angélico (Rosário) que é a pedra fundamental do Novo Testamento. Assim quero que alcances estas almas endurecidas e as conquiste para Deus, com a oração do meu Saltério”.

Essa devoção, propagada principalmente pelos filhos de São Domingos, recebe da Igreja a melhor aprovação e foi enriquecida por muitas indulgências. Essa grinalda de 200 rosas – por isso Rosário – é rezado praticamente em todas as línguas, e o saudoso Papa João Paulo II e tantos outros Papas que o precederam recomendaram esta singela e poderosa oração, com a qual, por intercessão da Virgem Maria, alcançamos muitas graças de Jesus, como nos ensina a própria Virgem Santíssima em todas as suas aparições.

Nossa Senhora do Rosário, rogai por nós!