Primeira Leitura (Ef 4,1-7.11-13)


Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios.


Irmãos, 1eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto a caminhardes de acordo com a vocação que recebestes: 2com toda a humildade e mansidão, suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor. 3Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz.


4Há um só Corpo e um só Espírito, como também é uma só a esperança à qual fostes chamados. 5Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, 6um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todos, age por meio de todos e permanece em todos. 7Cada um de nós recebeu a graça na medida em que Cristo lha deu. 11E foi ele quem instituiu alguns como apóstolos, outros como profetas, outros ainda como evangelistas, outros, enfim, como pastores e mestres.


12Assim, ele capacitou os santos para o ministério, para edificar o corpo de Cristo, 13até que cheguemos todos juntos à unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, ao estado do homem perfeito e à estatura de Cristo em sua plenitude.


Responsório (Sl 18)


— Seu som ressoa e se espalha em toda a terra!


— Seu som ressoa e se espalha em toda a terra!


— Os céus proclamam a glória do Senhor, e o firmamento, a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem, a noite à noite publica esta notícia!


— Não são discursos nem frases ou palavras, nem são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua voz!


Evangelho (Mt 9,9-13)


— O Senhor esteja convosco.


— Ele está no meio de nós.


— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.


— Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, 9Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu a Jesus.


10Enquanto Jesus estava à mesa, em casa de Mateus, vieram muitos cobradores de impostos e pecadores e sentaram-se à mesa com Jesus e seus discípulos. 11Alguns fariseus viram isso e perguntaram aos discípulos: “Por que vosso mestre come com os cobradores de impostos e pecadores?”


12Jesus ouviu a pergunta e respondeu: “Aqueles que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. 13Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores”.


Homilia: Busquemos seguir Jesus

Seguir quer dizer deixar o que estamos fazendo de errado para irmos atrás de Jesus 

Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores” (Mateus 9,13).

Hoje, celebramos a festa do apóstolo São Mateus. Talvez, gostemos muito de Mateus por causa do Evangelho, tão rico são os conteúdos e ensinamentos que este evangelista deixou para nós. Hoje, a Palavra, a Liturgia e a Igreja nos convidam para olharmos para Mateus, o convertido e muito amado por Jesus.

Mateus estava na coletoria de impostos; em outras palavras, ele estava no campo do pecado, porque era tido como pecador, pois cobrava impostos. Ele estava no seu trabalho, mas realizava muitas coisas desonestas; ele cobrava impostos indevidos e duros para aquele povo.

Não importa onde nós estamos nem o que estamos fazendo, é Jesus quem está passando e nos dizendo: “Segue-me”. E seguir quer dizer deixar o que estamos fazendo de errado para irmos atrás d’Ele.

Jesus não quer nos condenar, não quer jogar nada em nossa cara nem quer nos repreender. Ele quer nos salvar e libertar. O olhar misericordioso de Jesus, que chamou Mateus naquele dia, salvou-o para sempre. Mateus deixou a coletoria de impostos e foi atrás do Mestre, e o seu coração e toda a sua vida foram transformados.

Queremos olhar para Jesus e pedir que Ele nos dê a consciência dos nossos pecados, porque, muitas vezes, perdemos a consciência do quanto somos pecadores. Se tivermos consciência do quanto somos pecadores, vamos buscar, todos os dias, seguir Jesus. Precisamos nos levantar como um discípulo para querer segui-Lo.

Não adianta ignorarmos nosso chamado, porque o mundo nos chama todos os dias. Precisamos responder ao mundo que não vamos segui-lo, pois queremos seguir Jesus. E à medida que seguimos Jesus e nos tornamos seus discípulos, a conversão acontece em nós, vamos abandonando a banca do pecado e assumindo a graça que vem do coração de Jesus que nos liberta e nos converte.

O primeiro sinal de uma pessoa convertida é, de fato, deixar a vida velha, os pecados, os vícios e as coisas erradas que fazia. O grande sinal de uma pessoa convertida ou um passo importantíssimo para que a conversão se consolide no coração é ter e tornar-se um coração misericordioso, capaz de ter o coração como o do Mestre Jesus, que olha para os pecadores nunca julgando nem condenando, mas sempre amando e tendo a esperança de que o amor, como chegou ao nosso coração, pode chegar no coração do próximo.

Deus abençoe você!

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
fb.com/rogeraraujo.cn

Santo do Dia:

São Mateus, apóstolo e evangelista

A Igreja celebra hoje, de forma especial, a vida de São Mateus apóstolo e evangelista, cujo nome antes da conversão era Levi. Morava e trabalhava como coletor de impostos em Cafarnaum, na Palestina. Quando ouviu a Palavra de Jesus: “Segue-me” deixou tudo imediatamente, pondo de lado a vida ligada ao dinheiro e ao poder para um serviço de perfeita pobreza: a proclamação da mensagem cristã!

Mateus era um rico coletor de impostos e respondeu ao chamado do Mestre com entusiasmo. Encontramos no Evangelho de São Lucas a pessoa de Mateus que prepara e convida o Mestre para a grande festa de despedida em sua casa. Assim, uma numerosa multidão de publicanos e outros tantos condenados aos olhos do povo, sentaram-se à mesa com ele e com Àquele que veio, não para os sãos, mas sim para os doentes; não para os justos, mas para os pecadores. Chamando-os à conversão e à vida nova.

Por isso tocado pela misericórdia Daquele a quem olhou e amou, no silêncio e com discrição, livrou-se do dinheiro fazendo o bem.

É no Evangelho de Mateus que contemplamos mais amplamente trechos referentes ao uso do dinheiro, tais como: “Não ajunteis para vós, tesouros na terra, onde a traça e o caruncho os destroem.” e ainda:“Não podeis servir a Deus e ao dinheiro.”

Com Judas, porém, ficou o encargo de “caixa” da pequena comunidade apostólica que Jesus formava com os seus. Mateus deixa todo seu dinheiro para seguir a Jesus, e Judas, ao contrário, trai Jesus por trinta moedas!

Este apóstolo a quem festejamos hoje com toda a Igreja, cujo significado do nome é Dom de Deus, ficou conhecido no Cristianismo nem tanto pela sua obra missionária no Oriente, mas sim pelo Evangelho que guiado pelo carisma extraordinário da inspiração pôde escrever, entre 80-90 na Síria e Palestina, grande parte da vida e ensinamentos de Jesus. Celebramos também seu martírio que acabou fechando com a palma da vitória o testemunho deste apóstolo, santo e evangelista.

São Mateus, rogai por nós!