Antífona de entrada

Jesus entrou numa aldeia e uma mulher chamada Marta o recebeu em sua casa. (Lc 10, 38)

Oração do dia

Pai todo-poderoso, cujo Filho quis hospedar-se em casa de Marta, Maria e Lázaro, concedei por sua intercessão que, servindo fielmente a Cristo em nossos irmãos e irmãs, sejamos recebidos por vós em vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Ou:


Pai todo-poderoso, cujo Filho quis hospedar-se em casa de Marta, concedei por sua intercessão que, servindo fielmente a Cristo em nossos irmãos e irmãs, sejamos recebidos por vós em vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura (1Jo 4, 7-16)


Leitura da Primeira Carta de São João


7Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece Deus. 8Quem não ama, não chegou a conhecer Deus, pois Deus é amor.

9Foi assim que o amor de Deus se manifestou entre nós: Deus enviou o seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio dele. 10Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e enviou o seu Filho como vítima de reparação pelos nossos pecados. 11Caríssimos, se Deus nos amou assim, nós também devemos amar-nos uns aos outros. 12Ninguém jamais viu a Deus. Se nos amamos uns aos outros, Deus permanece conosco e seu amor é plenamente realizado entre nós. 13A prova de que permanecemos com ele, e ele conosco, é que ele nos deu o seu Espírito.

14E nós vimos, e damos testemunho, que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo. 15Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e ele com Deus. 16E nós conhecemos o amor que Deus tem para conosco, e acreditamos nele. Deus é amor: quem permanece no amor, permanece com Deus, e Deus permanece com ele.

Salmo Responsorial (Sl 33)


R. Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo!


— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem! R.

— Comigo engrandecei ao Senhor Deus, exaltemos todos juntos o seu nome! Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, e de todos os temores me livrou. R.

— Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia. R.

— O anjo do Senhor vem acampar ao redor dos que o temem, e os salva. Provai e vede quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio! R.

— Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, porque nada faltará aos que o temem. Os ricos empobrecem, passam fome, mas aos que buscam o Senhor não falta nada. R.


R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
V. Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não caminha entre as trevas, mas terá a luz da vida. (Jo 8, 12) R.

Evangelho (Jo 11, 19-27)


V. O Senhor esteja convosco.

R. Ele está no meio de nós.


V. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo João 

R. Glória a vós, Senhor.


V. Naquele tempo, 19muitos judeus tinham vindo à casa de Marta e Maria para as consolar por causa do irmão. 20Quando Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada em casa.

21Então Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. 22Mas mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele te concederá”. 23Respondeu-lhe Jesus: “Teu irmão ressuscitará”. 24Disse Marta: “Eu sei que ele ressuscitará na ressurreição, no último dia”.

25Então Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. 26E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais. Crês isto?” 27Respondeu ela: “Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo”.


- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.


Ou:


Evangelho (Lc 10, 38-42)


V. O Senhor esteja convosco.

R. Ele está no meio de nós.


V. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Lucas 

R. Glória a vós, Senhor.


V. Naquele tempo, 38Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. 39Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a sua palavra. 40Marta, porém, estava ocupada com muitos afazeres. Ela aproximou-se e disse: “Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha, com todo o serviço? Manda que ela me venha ajudar!”.

41O Senhor, porém, lhe respondeu: “Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas. 42Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada”.

Sobre as Oferendas

Ó Deus, ouvi as nossas preces, ao proclamarmos vossas maravilhas nos santos Marta, Maria e Lázaro, e assim como vos agradou a sua solicitude, também vos agrade a nossa liturgia. Por Cristo, nosso Senhor.

Ou:


(*há possibilidade de se rezar a versão atualmente no missal)

Antífona da Comunhão

Marta disse a Jesus: Tu és o Cristo, Filho do Deus vivo, que vieste a este mundo. (Jo 11, 27)

Depois da Comunhão

Ó Pai, que a comunhão do Corpo e Sangue do vosso Filho nos desprenda das coisas perecíveis para que, a exemplo de Santa Marta (dos Santos Marta, Maria e Lázaro), vos amemos sempre mais na terra e vos contemplemos eternamente no céu. Por Cristo, nosso Senhor.

Homilia do dia 29/07/2021
Saibamos valorizar os verdadeiros amigos

“Muitos judeus tinham vindo à casa de Marta e Maria para as consolar por causa do irmão” (João 11,19).

A Igreja nos dá a graça de celebrarmos, hoje, a festa dos irmãos Lázaro, Marta e Maria. É interessante, porque essa memória, até então, era somente de Santa Marta, mas foi o Papa Francisco quem uniu numa só festa, numa só celebração, os três irmãos. Esses irmãos eram tão unidos, eles viviam praticamente na mesma casa - apesar de Lázaro ter a sua casa. Ele era tão próximo de suas irmãs, Marta e Maria, que entre eles há um testemunho de amor e cuidado de um para com o outro.

É para nós o exemplo da convivência fraterna, de que irmão cuida de irmão, de que irmão se importa com o irmão, e de que irmão dá a vida pelo irmão. É Marta e Maria que estão desconsoladas pelo irmão que perderam (Lázaro).

Aqui tem uma coisa importante: os três irmãos serviam a Jesus, amavam a Jesus, eram amigos de Jesus. Ele fazia questão de passar em Betânia para ir à casa dos Seus amigos. Betânia é a casa dos amigos de Jesus. Marta, Maria e Lázaro são os amigos de Jesus. Só quem sabe o que é ter amigos sabe valorizar verdadeiramente a amizade. Muitas pessoas conheciam Jesus, muitas pessoas até O seguiam, mas não eram amigas d’Ele. Porque nem todo mundo que é próximo a nós é nosso amigo.

Não é que amigo precisa ser algo seletivo, mas precisa ser bem escolhido; amigo é coisa realmente do peito, do coração; e nós contamos nos dedos das nossas mãos quem são nossos amigos.


Só quem sabe o que é ter amigos, sabe valorizar verdadeiramente a amizade

Jesus tinha os apóstolos, os discípulos e toda uma multidão, era muito bem conhecido pelo bem que fazia a tantos, mas amigos, além dos três discípulos que eram próximos (Pedro, Tiago e João), estão os irmãos Marta, Maria e Lázaro.

Todos nós podemos ser amigos de Jesus à medida que O acolhemos primeiro, que O amamos e somos autênticos com Ele.

Muitas vezes, não sabemos ser amigos nem uns dos outros, quanto mais sermos amigos de Deus. E uma vez que também não sabemos ser amigos de Deus, nós também não sabemos ser amigos uns dos outros.

Amigo é aquele que goza da nossa intimidade, do nosso respeito e da nossa consideração. Amigo é, muitas vezes, mais do que irmão. Tem irmão que é amigo e tem irmão que não é tão amigo, mas tem amigo que é um verdadeiro irmão para o nosso coração.

Que aprendamos com os irmãos Marta, Maria e Lázaro, que foram os amigos de Jesus, a termos poucos amigos, mas verdadeiros e autênticos. Só pelos amigos soltamos as lágrimas mais profundas do nosso coração. Muitas pessoas morreram na época de Jesus, mas Ele não chorou tanto e não soltou o Seu coração como quando morreu seu amigo, seu irmão Lázaro. Amigo é unido, é parte de você.

Deus abençoe você!

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Facebook/padrerogeramigo

Seja um apoiador do Pocket Terço: apoia.se/pocketterco

Memória dos Santos Marta, Maria e Lázaro

Hoje, memória dos santos da família de Betânia, queremos meditar em particular sobre Santa Marta. Retratada no Evangelho como uma mulher ativa e pronta para servir, esta querida amiga do Senhor forma, ao lado da irmã, a imagem daquela perfeita unidade entre ação e contemplação à qual todos, independentemente do nosso estado de vida, devemos aspirar. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta quinta-feira, dia 29 de julho, e descubra com a santa família de Betânia como uma vida de profunda oração pode dar muitos frutos de santidade!




Santo do dia 29/07/2021

 

 


Santa Marta (Memória)
Data: 29 de Julho † s. I


Santa Marta aparece como figura evangélica feminina assaz simpática e realista. Duas coisas a caracterizam: a hospitalidade e o testemunho de fé na ressurreição dos mortos e na vida eterna.

Marta era irmã de Maria, em geral identificada como Madalena, e de Lázaro. Morava com eles em Betânia, pequena cidade situada pouco além do monte das Oliveiras. Quando Jesus pregava na Judeia, nos intervalos frequentava a casa desses três discípulos. Talvez eles tenham se mudado da Galileia para a Judeia para ficarem mais perto do Mestre amado. São João, de modo especial, nos relata que "Jesus amava Marta e sua irmã Maria e Lázaro". Marta parece ter sido a mais velha e ter a seu encargo o cuidado e a direção do lar, pois, quando Jesus os visitou, São Lucas nos conta que Marta mostrou uma grande solicitude em se ocupar pessoalmente do trabalho de preparar tudo para o seu hóspede.

Em três ocasiões é mencionada Marta no Evangelho em cenas inesquecíveis. O evangelista Lucas nos narra uma das visitas de Jesus à casa de Marta: "Estando em viagem", diz o Evangelho, "entrou Jesus numa aldeia e certa mulher chamada Marta lhe deu hospedagem em sua casa" (cf. Lc 10, 38).

A segunda cena do Evangelho é relativa à morte de Lázaro. Este adoece gravemente, enquanto Jesus se achava longe, na Galileia. Foi solicitada a presença urgente de Jesus, mas ele continuou sua atividade até que chegou outra notícia: Lázaro já está morto. Só então Jesus decidiu viajar para Betânia, a aldeia de Lázaro, lá chegando quatro dias depois do enterro. O diálogo de Marta com Jesus nesta ocasião é um dos mais belos do Evangelho de São João: Apenas Marta ouviu que o Senhor chegara, saiu ao seu encontro. Maria continuava sentada chorando dentro de casa. Disse Marta a Jesus: Senhor, se estivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. Mas, ainda agora, sei que tudo quanto pedires a Deus ele te concederá. Afirmou-lhe Jesus: "Teu irmão ressuscitará"! "Eu sei", tornou-lhe a dizer Marta, "que ressuscitará na ressurreição do último dia". Jesus lhe disse: "Eu sou a Ressurreição e a Vida; todo aquele que crê em mim, mesmo que esteja morto, viverá e todo o que vive e crê em mim, não morrerá jamais".

Outro fato referente a Marta se deu a seis dias antes da Páscoa (cf. Jo 12, 1-8). Jesus foi a Betânia, onde estava Lázaro, que ele havia ressuscitado dos mortos. Prepararam ali um jantar para Jesus. Marta estava servindo e Lázaro era um dos que estavam à mesa com Jesus. Maria unge os pés de Jesus com um frasco de um perfume de nardo puro muito caro. Eis novamente Marta servindo aos hóspedes.

Marta transmite uma profunda mensagem evangélica. A hospitalidade constitui uma virtude dos discípulos de Cristo. Aqui se trata de acolher, de criar espaço em nossa vida para o próximo. Esta hospitalidade consiste, sobretudo, na atenção e no serviço. A Antífona da entrada da Missa expressa bem esta atitude evangélica da hospitalidade: Jesus entrou numa aldeia e uma mulher chamada Marta o recebeu em sua casa. O tema da hospitalidade volta na Oração coleta: O Filho de Deus quis hospedar-se em casa de Marta. Que ela nos ajude a servir fielmente a Cristo em nossos irmãos e irmãs.

O aspecto da profissão de fé na ressurreição vem bem expresso na Antífona da Comunhão: Marta disse a Jesus: Tu és o Cristo, Filho do Deus vivo, que vieste a este mundo. Marta foi a discípula de Cristo que fez com que o Senhor Jesus se revelasse como a Ressurreição e a Vida. Marta, mulher realista ,de pés no chão, sempre disposta a acolher e a servir, uma dimensão importante da vida cristã e de toda a Igreja.

Santa Marta, rogai por nós!