Apoiadores do Pocket Terço
Terço com imagens no Youtube
Reze os Mistérios Dolorosos com imagens
Abstinência de carne

Antífona de entrada

Povos todos, aplaudi e aclamai a Deus com brados de alegria. (Sl 46, 2)
Omnes gentes pláudite mánibus: iubiláte Deo in voce exsultatiónis. Ps. Quóniam Dóminus excélsus, terríbilis: Rex magnus super omnem terram. (Ps. 46, 2. 3)
Vernáculo:
Povos todos, aplaudi e aclamai a Deus com brados de alegria. (Cf. MR: Sl 46, 2) Sl. Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, o soberano que domina toda a terra. (Cf. LH: Sl 46, 3)

Oração do dia

Ó Deus, pela vossa graça, nos fizestes filhos da luz. Concedei que não sejamos envolvidos pelas trevas do erro, mas brilhe em nossas vidas a luz da vossa verdade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura (Am 8, 4-6. 9-12)


Leitura da Profecia de Amós


4Ouvi isto, vós, que maltratais os humildes e causais a prostração dos pobres da terra; 5vós que andais dizendo: “Quando passará a lua nova, para vendermos bem a mercadoria? E o sábado, para darmos pronta saída ao trigo, para diminuir medidas, aumentar pesos, e adulterar balanças, 6dominar os pobres com dinheiro e os humildes com um par de sandálias, e para pôr à venda o refugo do trigo?”

9“Acontecerá que naquele dia, diz o Senhor Deus, farei que o sol se ponha ao meio-dia e em pleno dia escureça a terra; 10mudarei em luto vossas festas e em pranto todos os vossos cânticos; farei vestir saco a todas as cinturas e tornarei calvas todas as cabeças, o país porá luto, como por um filho único, e o final desse dia terminará em amargura. 11Eis que virão dias, diz o Senhor, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir a palavra do Senhor”. 12Os homens vaguearão de um mar a outro mar, circulando do norte para o oriente, em busca da palavra do Senhor, mas não a encontrarão.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.


Salmo Responsorial (Sl 118)


℟. O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus.


— Feliz o homem que observa seus preceitos, e de todo o coração procura a Deus!℟.

— De todo o coração eu vos procuro, não deixeis que eu abandone a vossa lei! ℟.

— Minha alma se consome o tempo todo em desejar as vossas justas decisões. ℟.

— Escolhi seguir a trilha da verdade, diante de mim eu coloquei vossos preceitos. ℟.

— Como anseio pelos vossos mandamentos! Dai-me a vida, ó Senhor, porque sois justo! ℟.

— Abro a boca e aspiro largamente, pois estou ávido de vossos mandamentos. ℟.


https://youtu.be/udNqIYovNV8
℟. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
℣. Vinde a mim, todos vós que estais cansados, e descanso eu vos darei, diz o Senhor. (Mt 11, 28) ℟.

Evangelho (Mt 9, 9-13)


℣. O Senhor esteja convosco.

℟. Ele está no meio de nós.


℣. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Mateus 

℟. Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, 9Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu a Jesus. 10Enquanto Jesus estava à mesa, em casa de Mateus, vieram muitos cobradores de impostos e pecadores e sentaram-se à mesa com Jesus e seus discípulos.

11Alguns fariseus viram isso e perguntaram aos discípulos: “Por que vosso mestre come com os cobradores de impostos e pecadores?” 12Jesus ouviu a pergunta e respondeu: “Aqueles que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. 13Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


Antífona do Ofertório

Sicut in holocáusto aríetum et taurórum, et sicut in míllibus agnórum pínguium: sic fiat sacrifícium nostrum in conspéctu tuo hódie, ut pláceat tibi: quia non est confúsio confidéntibus in te Dómine. (Dan. 3, 40)


Vernáculo:
Como em holocaustos de carneiros e de touros, como milhares de gordos cordeiros. Seja este o sacrifício na tua presença, hoje, pois para os que confiam em ti não há desilusão. (Cf. Bíblia CNBB: Dn 3, 39. 40)

Sobre as Oferendas

Ó Deus, que nos assegurais os frutos dos vossos sacramentos, concedei que o povo reunido para vos servir corresponda à santidade dos vossos dons. Por Cristo, nosso Senhor.

Antífona da Comunhão

Bendize, ó minha alma, ao Senhor e todo meu ser, seu santo nome! (Sl 102, 1)

Ou:


Pai, eu vos rogo por eles, para que sejam um em nós, a fim de que o mundo creia que me enviastes, diz o Senhor. (Jo 17, 20-21)
Inclína aurem tuam, accélera, ut éruas nos. (Ps. 30, 3ab; ℣. Ps. 30, 2. 3cd. 6. 7. 8ab. 8c-9. 20ab. 20cd. 21ab. 21cd. 24. 25)
Vernáculo:
Inclinai o vosso ouvido para mim; apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me! (Cf. LH. 30, 3ab)

Depois da Comunhão

Ó Deus, o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, que oferecemos em sacrifício e recebemos em comunhão, nos transmitam uma vida nova, para que, unidos a vós pela caridade que não passa, possamos produzir frutos que permaneçam. Por Cristo, nosso Senhor.

Homilia do dia 01/07/2022
Ele tinha tudo para não se converter…

Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu a Jesus.

Em meio a inúmeras curas e prodígios, São Mateus deixou registrado o maior milagre que jamais lhe ocorreu: a sua conversão a Cristo. Com uma breve e incisiva palavra — Segue-me —, Jesus arrancou da coletoria de impostos aquele jovem publicano. O Senhor não regateou, não pechinchou, não quis fazer acordos com quem já estava habituado, com prudência e cálculo humanos, a cobrar taxas e porcentagens; pediu-lhe tudo, sem reservas: Segue-me. E o "homem levantou-se e O seguiu". Assim deve ser o nosso apostolado: se queremos trazer almas para Jesus, não podemos "negociar", fazendo concessões a este ou àquele costume pouco conforme à Lei de Deus. Para segui-lO, é preciso pôr a mão no arado — isto é, viver fiel e virtuosamente o Evangelho — e não olhar mais para trás — ou seja, não permanecer afeiçoado à velha vida de pecado (cf. Lc 9, 62). Não receemos falar com franqueza e simplicidade da fé e das felizes exigências da vida cristã àqueles que, embora estejam longe de Jesus, são abrangidos pelo seu suavíssimo e universal domínio (cf. Pio XI, Encíclica "Quas Primas"). Peçamos à Virgem Maria, Virgem prudentíssima, que nos alcance a delicadeza necessária para, mantendo-nos fiéis aos imperativos do Evangelho, transmitirmos a nossos amigos e conhecidos a alegria de tudo abandonar pelo Senhor: Segue-me!

Deus abençoe você!

Seja um apoiador!
Ajude-nos a manter o Pocket Terço: pocketterco.com.br/ajude

Homilia Diária | A maior misericórdia é tirar do pecado (Sexta-feira da 13.ª Semana do Tempo Comum)

A vocação do Apóstolo São Mateus nos põe diante dos olhos duas coisas muito importantes. A primeira é a ousadia da graça, que vai à busca do pecador nas situações que, para nós, poderiam parecer as mais inoportunas: Jesus não encontrou Mateus no Templo nem em uma sinagoga, mas “sentado na coletoria de impostos”, praticando as suas fraudes. A segunda é a coragem que deve ter o pecador para tudo abandonar, a fim de seguir a Cristo em verdade: não basta ouvir o chamado da graça e responder com um sorriso amigável; é preciso levantar-se, juntar-se ao Senhor e nunca mais olhar para trás.Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta sexta-feira, dia 1.º de julho, e peçamos a Deus a graça de renunciarmos sem medo à nossa vida de pecado, por mais enredados que estejamos nos laços que nós mesmos nos armamos.


https://youtu.be/yJ0w2e1wcaI

Santo do dia 01/07/2022


Santo Aarão (Memória Facultativa)
Local: Monte Hor
Data: 01 de Julho † a.C.


Aarão nasceu três anos antes de Moisés. Seu registro vem detalhado no Levítico, nos Números. Notadamente, Aarão tem a seu cargo o tabernáculo, o oferecimento de incensos, os sacrifícios. Tanto ele como os filhos foram consagrados a Deus (consagração e instalação dos sacerdotes).

Era, pois, Aarão o grão-sacerdote, aquele que comandava os levitas.

Duma feita, três descontentes tentaram um levante contra Moisés e o irmão, mas tal sucesso só serviu para aumentar o prestígio dos dois homens de Deus. Era o descontentamento, que sempre lavrava no seio do povo.

O Senhor falou a Moisés, dizendo: - Fala aos filhos de Israel, e recebe deles uma vara por cada tribo, doze varas de todos os príncipes das tribos, e escreverás o nome de cada um deles sobre a sua vara. O nome de Aarão estará sobre a vara da tribo de Levi, e o nome do chefe de todas as outras tribos estará escrito separadamente, cada um na sua vara. Pô-las-ás no tabernáculo da reunião, diante do testemunho, onde eu te falarei. A vara daquele que eu escolher, dentre eles, florescerá; deste modo farei cessar os queixumes dos filhos de Israel contra vós".

Moisés falou aos filhos de Israel, e todos os príncipes lhe deram as varas, uma por cada tribo. Eram, pois, doze varas, estando no meio a vara de Aarão. Moisés, tendo-as posto diante do Senhor, no tabernáculo do testemunho, voltando no dia seguinte, achou que tinha germinado a vara de Aarão, que era pela tribo de Levi, e que, aparecendo os botões, tinham saído flores, e haviam amadurecido amêndoas. Moisés levou todas as varas de diante do Senhor a todos os filhos de Israel, os quais as viram e receberam cada um a sua vara.

O Senhor disse a Moisés: - Torna a levar a vara de Aarão para o tabernáculo do testemunho, para se guardar ali em memória da rebelião dos filhos de Israel, e para que cessem as suas queixas diante de mim, e não morram.

Moisés fez o que o Senhor lhe tinha ordenado. Os filhos de Israel disseram a Moisés: - Eis que somos consumidos, todos perecemos. Qualquer que se aproxima do tabernáculo do Senhor, morre. Acaso seremos todos extintos até não ficar nenhum? (cf. Nm 17, 1-13)

Seguem-se a responsabilidade e as funções dos levitas, quando o Senhor diz a Aarão:
"Tu, teus filhos, e a casa de teu pai contigo. Levareis a iniquidade do santuário: tu e teus filhos juntamente levareis os pecados do sacerdócio. Toma também contigo os teus irmãos da tribo de Levi e a casa de teu pai, e eles te assistam e te sirvam; mas tu e teus filhos ministrareis no tabernáculo do testemunho. Os levitas estarão atentos às tuas ordens e a todas as obras do tabernáculo, sem que, todavia, aproximem-se dos vasos do santuário, nem do altar, para que nem eles morram, nem vós pereçais juntamente. Estejam contigo, e tenham a seu cuidado o tabernáculo da reunião, para fazer todo o serviço. Nenhum estrangeiro se misturará convosco. Prestareis serviço no santuário e no ministério do altar, para que se não levante a minha indignação contra os filhos levitas, separando-os do meio dos filhos de Israel. Dados ao Senhor, são-vos entregues de novo, como oferta, para que sirvam no ministério do tabernáculo. Tu, porém, e teus filhos guardai o vosso sacerdócio; tudo o que pertence ao culto do altar, e que está para dentro do véu, será feito pelo ministério dos sacerdotes: se algum estranho se aproximar, será morto".

O livro dos Números indica o monte Hor, perto de Cades, como o lugar em que Aarão faleceu.

Tendo levantado os acampamentos de Cades, foram ao monte Hor, que está nos confins da terra de Edom, onde o Senhor falou a Moisés e Aarão, dizendo: - Aarão vai juntar ao seu povo, porque ele não entrará na terra que eu dei aos filhos de Israel, visto que foi incrédulo às minhas palavras nas águas da Contradição. Toma Aarão e seu filho com ele, e leva-os ao monte Hor. Depois de teres despido o pai das suas vestes, revestirás com elas Eleazaro, seu filho: Aarão será reunido a seus pais, e morrerá.

Moisés fez como o Senhor lhe mandou, e subiram ao monte Hor, à vista de toda a multidão. Depois que despojou Aarão das suas vestes revestiu com elas a Eleazaro, seu filho. Morto Aarão no cimo do monte, desceu Moisés com Eleazaro. Toda a multidão viu que Aarão tinha morrido e choraram por ele todas as famílias de Israel, durante trinta dias". (cf. Nm 20)

O Deuteronômio, por sua vez, dá o lugar da morte de Aarão como sendo em Mosera.

Os filhos de Israel transportaram os acampamentos de Boroth, que era dos filhos de Jacan, a Mosera, onde morreu e foi sepultado Aarão, em lugar do qual Eleazaro, seu filho, exerceu as funções do sacerdócio. Todavia, não vai aqui qualquer contradição, porque Mosera ficava perto de Cades.

Os gregos festejam Santo Aarão no dia 20 de julho, com Elias, Moisés e Eliseu. Foi Barônio que introduziu este santo do Antigo Testamento nos martirológios ocidentais.

ROHRBACHER, Padre. Vida dos santos: Volume XI. São Paulo: Editora das Américas, 1959. Edição atualizada por Jannart Moutinho Ribeiro; sob a supervisão do Prof. A. Della Nina. Adaptações: Equipe Pocket Terço. Disponível em: obrascatolicas.com. Acesso em: 21 jun. 2021.

Santo Aarão, rogai por nós!