Antífona de entrada

Ergamos os nossos olhos para aquele que tem o céu como trono; a multidão dos anjos o adora, cantando a uma só voz: Eis aquele cujo poder é eterno.

Oração do dia

Ó Deus, atendei como pai às preces do vosso povo; dai-nos a compreensão dos nossos deveres e a força de cumpri-los. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura (Hb 1, 1-6)


Início da Carta aos Hebreus


1
Muitas vezes e de muitos modos falou Deus outrora aos nossos pais, pelos profetas; 2nestes dias, que são os últimos, ele nos falou por meio do Filho, a quem ele constituiu herdeiro de todas as coisas e pelo qual também ele criou o universo.

3Este é o esplendor da glória do Pai, a expressão do seu ser. Ele sustenta o universo com o poder de sua palavra. Tendo feito a purificação dos pecados, ele sentou-se à direita da majestade divina, nas alturas. 4Ele foi colocado tanto acima dos anjos quanto o nome que ele herdou supera o nome deles.

5De fato, a qual dos anjos Deus disse alguma vez: “Tu és o meu Filho, eu hoje te gerei?” Ou ainda: “Eu serei para ele um Pai e ele será para mim um Filho?” 6Mas, quando faz entrar o Primogênito no mundo, Deus diz: “Todos os anjos devem adorá-lo!”

Salmo Responsorial (Sl 96)


R. Adorai o Senhor Deus, vós anjos todos!


— Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, e as ilhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, que se apoia na justiça e no direito. R.

— E assim proclama o céu sua justiça, todos os povos podem ver a sua glória. Aos pés de Deus vêm se prostrar todos os deuses! R.

— Porque vós sois o Altíssimo, Senhor, muito acima do universo que criastes, e de muito superais todos os deuses. R.


Aclamação ao Evangelho

R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
V. Convertei-vos e crede no Evangelho, pois o Reino de Deus está chegando! (Mc 1, 15) R.

Evangelho (Mc 1, 14-20)


V. O Senhor esteja convosco.

R. Ele está no meio de nós.


V. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Marcos 

R. Glória a vós, Senhor.


V. Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 15“O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!”

16E, passando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores.

17Jesus lhes disse: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens”.

18E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus.

19Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; 20e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados, e partiram, seguindo Jesus.

Sobre as Oferendas

Possa agradar-vos, ó Deus, a oferenda do vosso povo; que ela nos obtenha a santificação e o que confiantes vos pedimos. Por Cristo, nosso Senhor.

Antífona da Comunhão

De vós, Senhor, brota a vida, na vossa luz veremos a luz. (Sl 35, 10)

Ou:


Eu vim para que tenham a vida e a tenham cada vez mais, diz o Senhor. (Jo 10, 10)

Depois da Comunhão

Deus todo-poderoso, que refazeis as nossas forças pelos vossos sacramentos, nós suplicamos a graça de vos servir por uma vida que vos agrade. Por Cristo, nosso Senhor.

Homilia do dia 11/01/2021
A graça de Deus faz a diferença em nossa vida

“Jesus lhes disse: ‘Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens’” (Marcos 1,17).

O Mestre Jesus está anunciando a nós o Reino dos Céus, pregando o Evangelho da Salvação e nos dizendo que o Reino de Deus está próximo. É preciso se converter a ele, é preciso acreditar no Evangelho.

Sabe, o Mestre também vai passando à beira mar e vai chamando os Seus seguidores; chamou Simão e André, chamou depois os filhos de Zebedeu, Tiago e João. Que memorável o Evangelho nos relembrar o dia do chamado desses homens tão importantes na missão do Evangelho, mas que importante foi para eles serem chamados pelo Senhor!

Tenho certeza que um dia também Jesus chamou você. Um dia ele me chamou para ser seu discípulo e seguidor. É claro, eu venho de uma família cristã e católica, mas há um momento na vida onde paramos e a graça de Deus faz uma diferença na nossa vida.

Tenho certeza que você teve o momento da graça, o momento em que você foi olhado por Jesus e olhou para Ele e disse: “Eu sou, vou ser e quero ser seguidor do Senhor”, se esse momento não aconteceu, deixe ele acontecer porque já faz tempo que o Senhor está andando no meio de nós e nos chamando para segui-Lo, para darmos a nossa vida pelo Reino.

Não se esqueça que essa graça precisa ser revitalizada, revigorada a cada dia na nossa vida

Uma vez que você decidiu, uma vez que já segue Jesus, faça memória do Seu seguimento, faça memória do dia que o Senhor te chamou, dos dias que Deus se manifestou na sua vida. Você conversava com Jesus e Ele com você e o amor d’Ele ardia no seu coração.

O homem que você se tornou, a mulher que você se tornou, foi pela graça de Deus, mas não se esqueça do primeiro amor, do primeiro chamado. Não se esqueça de que essa graça precisa ser revitalizada, revigorada a cada dia na nossa vida para que você não se perca no discipulado, no seguimento, para que não viva na vida sem se lembrar e se recordar a cada dia que o Senhor te chamou para ser pescador de homens.

Sei que temos os nossos trabalhos, você tem a sua missão na sua casa, na sua família, mas nos esquecemos que precisamos resgatar homens para levar até Jesus, como Ele um dia nos resgatou.

Como estamos vivendo a nossa missão, o nosso chamado, a nossa responsabilidade? Como estamos anunciando e jogando as redes para que homens e mulheres conheçam a graça de Deus?

Deus abençoe você!

Pe. Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Facebook/padrerogeramigo

Seja um apoiador do Pocket Terço: apoia.se/pocketterco

O tempo oportuno é agora

Há quem queira converter-se, mas não está disposto a pagar o preço da conversão. Vê com bons olhos a doutrina cristã, admira-lhe os ensinamentos morais e até aspira aos seus ideais de perfeição, mas não consegue abraçá-los de corpo e alma, por medo de perder amizades e ser tachado de “fanático”, “conservador” ou “quadrado”. Mas a hora de converter-se é agora, porque os tempos já estão maduros e Deus, quando menos esperarmos, virá pedir-nos conta dos frutos, ainda que não os tenhamos plantado…Assista à homilia do Pe. Paulo Ricardo para esta segunda-feira, dia 11 de janeiro, e medite conosco mais uma página do santo Evangelho.




Santo do dia 11/01/2021

São Vital

Viveu entre os séculos VI e VII, foi monge, ermitão na região de Gaza, na Palestina. São Vital vivia o refúgio em Cristo Jesus, na oração e na penitência. Quanto mais alguém se refugia em Deus, sendo monge ou não, vai criando um coração cada vez mais dilatado pelo amor do Senhor. Por isso, vai se tornando pessoa de compaixão, que não julga, não condena; mas vai ao encontro do outro para ser sinal de Deus.

São Vital, movido pelo Espírito [Santo], saiu da Palestina e foi para o Egito, instalando-se em Alexandria. A sociedade daquele tempo sofria com a prostituição, mas São Vital não as julgou, não as condenou nem foi buscar a santidade, pois quem, de fato, busca a santidade, busca assemelhar-se àquele. Falando para as autoridades religiosas do seu tempo, ele disse: “Os publicanos e as meretrizes os precedem”. Jesus falou isso (Mateus, 21) e os santos buscaram ser reflexo dessa misericórdia. Denuncie o pecado, mas, sobretudo, anuncie o amor que redime, que salva.

O santo buscava, num período do seu dia, arrecadar fundos e, depois, à noite, ia ao encontro das prostitutas e oferecia o dobro [em dinheiro] apenas pela atenção delas. Ele anunciava Jesus Cristo como em Lucas 15, quando o apóstolo demonstra um coração de Deus, como do pastor que é capaz de deixar 99 ovelhas para ir ao encontro daquela que se desgarrou.

São Vital, testemunho da misericórdia que nos converte, converteu muitas mulheres, ao ponto delas o ajudarem. Algumas senhoras “piedosas” foram se queixar desse apostolado com o bispo e São Vital foi preso. No entanto, as mulheres que iam se convertendo foram até a autoridade eclesiástica.

Os fatos foram apurados e viu-se que era uma injustiça contra o santo. Injustiça maior aconteceu quando, já solto, continuou a evangelizar com este método ousado, mas um homem que comercializava as mulheres, o apunhalou pelas costas. São Vital teve forças ainda de deixar, por escrito, esta verdade que é atual para todos nós. Ao povo de Alexandria e dos demais lugares, ele dizia: “Convertei-vos, não deixais a conversão para amanhã”. Por isso, São Vital chamava à atenção para a conversão e, ao mesmo tempo, para o dia do juízo.

São Vital, rogai por nós!